Por Que Estamos Vivendo Neste Mundo?

Dr. Michael Laitman“Por que estamos vivendo neste mundo?” Toda criança faz esta pergunta por volta dos cinco anos de idade, e isso é porque dentro de nós se encontra um Reshimo (reminiscência), um gene espiritual que deve ser desenvolvido. Ele nos empurra desde dentro.

Este gene, este desejo, exige preenchimento, uma resposta para a pergunta: “Para que nós estamos vivendo? Qual é o sentido da vida?” Mais tarde, nós esquecemos essa pergunta, e em nossa busca da vida, não voltamos mais a ela uma vez que não temos tempo para pensar nela e a consideramos como um pensamento inútil.

No entanto, nós vemos que esta pergunta constantemente chama a atenção em todos os tipos de situações ao longo de nossas vidas, e considerando quantas pessoas estão em desespero, se divorciando, precisando de drogas e de antidepressivos, vemos que, apesar de tudo, esta pergunta ainda é muito forte.

Este gene está plantado em nós, porque no final do nosso desenvolvimento, de nossa evolução, nós precisamos chegar a um estado em que todos nós nos questionamos: “Para que estamos vivendo? Por que vivermos? Qual é o significado de vida?”.

É possível fazer esta pergunta de outra maneira: “Por que a natureza, que é tão perfeita e proposital, cria uma pessoa com um potencial tão grande, mas a deixa sem uma resposta para as perguntas de como construir a própria vida, e o que alcançar na vida?”.

Nós vemos que sabedoria tremenda está latente em cada célula, em cada corpo, na conexão entre nós, e vemos a quantidade de informação que ainda não descobrimos! No entanto, mesmo daquilo que descobrimos com a ajuda da ciência, vemos uma sabedoria tão maravilhosa escondida em todo este rico mecanismo, e ainda assim, nós que estamos no cume desta ciência, no seu auge, não vemos qualquer significado em nossas vidas. Como é possível uma coisa dessas? Sem dúvida há um propósito para a nossa existência, mas não sabemos o que é e precisamos descobri-lo.

Assim, alguém que se pergunta sobre o sentido da vida, em última análise atinge a sabedoria da Cabalá.

Do Programa da Rádio Israelense 103 FM, 18/01/15

Comente