Num Mundo De Causas

Dr. Michael LaitmanPergunta: O que acontece se nós executamos ações que não são dirigidas ao Criador?

Resposta: Se não dirigirmos nossas ações ao Criador, nós nos fechamos dentro do menor círculo. Em seguida, o Criador não está em qualquer um dos círculos do mundo e nós vivemos nesta Terra: as mesmas nações, as mesmas pessoas, a natureza inanimada, vegetal e animal, o mesmo universo e nós não vemos nada a não ser isto.

Nós não vemos a razão pela qual estamos vivos. E este é o nosso problema principal. Nós não sabemos o que é esta vida, de onde vem e para onde está nos levando. O que acontece antes do nosso nascimento e depois da morte? Nós estamos comprimidos numa estrutura muito limitada.

Os animais também não sabem nada sobre suas vidas. Uma pessoa vem a eles, quer matar e comê-los, mas eles não suspeitam de nada e vivem de acordo com o que lhes é confiado. Se não desejamos sair da estrutura deste mundo, então nossa atitude para com a vida e a realidade não é diferente de qualquer maneira. Nós simplesmente vivemos e continuamos a viver e a procurar constantemente o que é melhor para nós, como animais.

Um animal se comporta a fim de encontrar um lugar que seja mais confortável para cada momento da vida. Nós também buscamos constantemente onde as coisas serão melhores para nós e não pensamos além disso. Não podemos nos elevar acima disso, então nós também nos encontramos no nível do animal exceto dentro de um sistema mais desenvolvido de esclarecimento. Eu procuro onde as coisas vão ser melhores para mim de acordo com muitos critérios; o que me importa é o que os outros dizem sobre mim, o que agora está na moda.

Com os animais tudo é mais simples, e com os seres humanos, tudo é muito mais complexo e complicado. Mas, basicamente, é a mesma abordagem primitiva: a aspiração pelo máximo gozo material da vida e isso é tudo.

Todo mundo é gerido pela mesma abordagem, exceto aquelas pessoas que recebem um desejo de abrir os olhos e sair de seus limites físicos. Então, outro foco de todos os sentidos é necessário para elas se dirigirem para fora em vez de para dentro.

E isto é o que nós aprendemos: como é possível desprender-se do foco anterior, parar de se concentrar e de focar na matéria, remover estes óculos egoístas e ver o mundo de forma diferente, como as causas para tudo isso acontecer.

Da Convenção na França, Dia Dois, 11/05/14, Lição 4

Comente