Dois Canais Para Perceber A Realidade

laitman_276_03Se o nosso intelecto e emoções fossem dispostos de uma forma um pouco diferente, toda a realidade que percebemos hoje pareceria completamente diferente. Nós poderíamos passar pelas paredes que parecem sólidas para nós…

Elas se tornariam subitamente etéreas, e o que era etéreo, pelo contrário, se tornaria sólido. Propriedades da matéria na natureza que são desconhecidas por nós hoje seriam descobertas.

Pergunta: Você pode realmente passar pelas paredes?

Resposta: Claro que não. A ideia é que uma pessoa que estuda a sabedoria da Cabalá descobre fenômenos escondidos na natureza e vê uma imagem diferente do mundo. Ela começa a viver dentro dela, além de sua existência normal neste mundo. Ela se encontra simultaneamente em dois canais da percepção da realidade. É como se houvesse dois canais na nossa televisão. O primeiro canal é o que percebemos através de nossos sentidos físicos. E o segundo canal é o que percebemos com nossos sentidos espirituais, chamados Keter, Hochma, Bina, Zeir Anpin e Malchut.

Similar aos sentidos que estão em nossos corpos (visão, audição, olfato, paladar e tato), nós também temos cinco tipos de sentids que pertencem à alma: Keter, Hochma, Bina, Zeir Anpin e Malchut.

Pergunta: E o que vemos no segundo canal?

Resposta: No segundo canal, nós vemos outro mundo onde há uma rede de forças que governam o nosso mundo, que é a transmissão no primeiro canal. Se quisermos descobrir como esse mundo funciona, o que o move, que forças o gerenciam, onde se encontra seu ponto de controle, de onde saem todas as decisões, tudo isso se encontra no mundo espiritual. A sabedoria da Cabalá nos ensina a entrar nele, a fim de receber verdadeiramente uma oportunidade de gerir a nossa situação, a nossa vida. Então nós despertamos do sonho em que estávamos vivendo o tempo todo. Pois, depois de tudo, nós podemos olhar para nós mesmos de fora e entender em que tipo de sonho nos encontraremos se não atingirmos o mundo superior.

Pergunta: Se estamos dormindo e não vemos a vida real, por que não há algum tipo de despertador que nos desperta para isso, como o despertador que nos desperta todas as manhãs do sono?

Resposta: Há um despertar como este no momento da morte. A morte interrompe o nosso sonho e nós paramos de sonhar com esta vida. O mundo que vemos agora é o mais baixo do mundo entre todos os mundos; não há nada mais baixo. No entanto, apesar de tudo isso, ele nos dá algum sentido da vida, mesmo que seja muito limitado e enganoso. É possível esclarecer e analisar esse sentimento para ver sua falsidade. Com a ajuda da sabedoria da Cabalá, nós aprendemos a transformar os nossos novos sentidos, como se todos eles estivessem girando em diferentes direções: anti-horário ou horário. Assim, nós criamos todas as combinações possíveis, e podemos ver as formas de outros mundos, mundos em diferentes níveis de percepção da realidade. Para fazer isso é necessário apenas aprender a gerir a nossa natureza, nossos desejos.

Do Programa da Rádio Israelense 103FM 01/02/15

Comente