Adicionar Aos Nossos Anos De Geração Em Geração

laitman_571_02Salmos 61:1-61:7: Para o líder; com música de corda. [Salmo] de David. Ouve, ó Deus, o meu clamor; atende à minha oração. Desde o fim da terra clamarei a ti, quando o meu coração estiver desmaiado; leva-me para a rocha que é mais alta do que eu. Pois tens sido um refúgio para mim, e uma torre forte contra o inimigo. Habitarei no teu tabernáculo para sempre; abrigar-me-ei no esconderijo das tuas asas. Pois tu, ó Deus, ouviste os meus votos; deste-me a herança dos que temem o teu nome. Prolongarás os dias do rei; e os seus anos serão como muitas gerações.

A luta é pela unidade do homem, de modo que a pessoa entenderá que todos os seus sentimentos vêm diretamente do Criador, e mesmo que isso esteja acontecendo em ocultamento e em oposição ao que seria de se esperar do bom que faz o bem. No entanto, parece ser o oposto, porque isso é percebido pelos desejos opostos de uma pessoa que ainda não sofreu correção.

Isso mostra que a pessoa precisa se corrigir para sentir que o Criador é bom e benevolente, mesmo com os ímpios, até que, para ela, tudo esteja integrado em uma única fonte. Todas as expressões e manifestações do mal – deparar-se com inimigos, os ímpios, todas essas coisas – acontecem no “fim da terra (Haaretz)”, em outras palavras, nas extremidades dos desejos que ainda não foram corrigidos.

Ela deve tentar se voltar de lá ao Criador, em outras palavras, especificamente para se conectar com ao Criador a partir daqueles desejos nos confins da terra, pois, como está escrito: “Não há outro além Dele”. Ela faz isso até que atinge a adesão completa em todas as situações e se prepara para o próximo estado, e isso é o que acontece até a conclusão da correção.

Se a pessoa pensa no presente e se prepara para o futuro, ela está em uma oração, um pedido, agradecendo ao Criador, ou seja, ela sempre expressa seu desejo de se conectar com Ele, de estar em adesão, e é assim que ela consegue. O Criador prolonga os seus dias e anos de geração em geração.

No início, a pessoa pensa que tem inimigos, indivíduos que a odeiam. Ela deve lutar e se defender contra eles, e, de fato, há circunstâncias em que precisamos ir à guerra.

No entanto, depois que a pessoa atribui tudo ao Criador, nenhum inimigo ou ódio permanece para ela, em outras palavras, não há nenhum outro controle além daquele do Criador. Tudo vem apenas do Criador, de Sua frente ou de Suas costas, que mostra à pessoa que ela precisa construir dois tipos de relacionamentos e diferenciar entre o poder de doação que vem de cima e o poder da recepção que vem de baixo, da pessoa. Assim é como ela pode ver que seu verdadeiro inimigo se encontra dentro dela.

Quando este inimigo é despertado e se levanta contra ela, ela acha que o Criador foi embora e desapareceu. No entanto, quando a pessoa atribui tudo isso ao Criador, para ela não há diferença entre a escuridão e a Luz. Ela já não depende de seu humor e não atribui o que está acontecendo a todo tipo de outras forças ou a si mesma. Ela compreende que não tem qualquer controle. Em vez disso, tudo vem do Criador.

No momento em que pessoa se dirige dessa forma, ela vê que mesmo antes estava num estado equilibrado, aprimorado e corrigido, e nunca deixou o sagrado. No entanto, ela alcançou isso somente agora, e toda a diferença está nisso.

Da Preparação para a Lição Diária de Cabalá 19/05/14

Comente