A História Da Humanidade: O Desenvolvimento Da Garantia Mútua (Arvut) – Parte 1

Laitman_001_01A Relevância da Garantia Mútua

Essa discussão é dedicada ao tema do Arvut (Garantia Mútua) pelo prisma da história do povo de Israel. Nós dizemos que o Arvut pode salvar a sociedade israelense e o mundo como um todo. Nesta discussão, vamos viajar de volta ao passado, a fim de ver as raízes da nossa situação atual.

Em essência, um programa que está nos movendo em direção ao Arvut controla o nosso mundo. O homem difere dos níveis inanimado, vegetal e animal da natureza porque ele é tão egoísta que desfruta o sofrimento dos outros, quer reinar sobre eles, “engolir” o mundo inteiro. Mas, aos poucos, na medida em que se desenvolve, ele atinge um estado em que tem que realizar uma correção, mudar a si mesmo, tornar-se como a natureza e ligar-se a ela.

A unidade de toda a humanidade, a sua “garantia mútua” leva a uma conexão com a natureza. Esta correção da natureza humana acontece através da revelação do mal, do nosso egoísmo. As pessoas começam a sentir que suas relações egoístas são destrutivas para a sua vida pessoal, a sociedade, o seu país, e o mundo, mas não está claro para elas o que fazer com a sua natureza má em primeiro lugar. Depois, através do sofrimento, elas revelam um método que lhes permite unir e se tornar semelhante à natureza integral global, se conectar como células de um corpo vivo e fundir-se num sistema completo da natureza.

Nesta unificação, elas revelam um tipo especial de existência, começam a perceber o sistema geral da natureza e a coesão de todas as suas partes. Elas veem como a força interior da natureza controla tudo e leva a humanidade à perfeição. Isso não se desenvolve pelo caminho do desenvolvimento “historicamente” constrangedor, mas através do desenvolvimento de um entendimento e acordo, o nosso próprio envolvimento consciente pessoal com este processo.

Nós precisamos ter a nossa própria entrada no nosso desenvolvimento. Nós temos que nos esforçar pela unificação de todas as partes da natureza e entender que este é o mais alto grau do nosso desenvolvimento; isso nos dá a forma “humana”. Ao fazer isso, nós adquirimos a força integral da natureza e orientamos a sociedade humana a florescer.

Comente