Um Bom Lugar Para O Desenvolvimento Da Alma

A reencarnação das almas é como a reciclagem de água em nosso mundo. Esta é uma troca constante que ocorre entre os diferentes níveis de energia na qual se encontram as nossas características energéticas chamadas de alma.

A alma é algo efêmero, um estado de energia de uma pessoa que está constantemente subindo e descendo. Ciclos como estes são necessários para realizar a constante mistura, adesão e divisão de todas as almas uma com a outra. Elas criam constantemente a correção mútua, a integração mútua, e levam todas as almas individuais a um estado único e geralmente compartilhado de uma só alma.

Este estado é chamado de fim da correção, e nós temos que alcançá-lo em breve. Portanto, tanto a sabedoria da Cabalá como a crise têm surgido neste mundo. Não resta muito tempo para chegarmos a este estado, seja através dos golpes da natureza, dos enormes problemas, ou pela aprendizagem e uso adequado do método da sabedoria da conexão (Educação Integral).

Pergunta: Em nosso mundo existem lugares energéticos que podem preencher a alma?

Resposta: Não, não há lugares no mundo com essas características únicas. Eles influenciam nossa saúde mental, fisiológica e até mesmo os nossos atributos emocionais, mas não a alma, não a espiritualidade, ou seja, a ascensão de uma pessoa à característica de doação e amor.

Somente num grupo forte, criado de forma correta, e onde as pessoas cooperam mutuamente no caminho certo é que se encontra o foco de um estado como este, onde uma pessoa pode entrar nesta sociedade e se desenvolver muito rapidamente.

Esta não é uma localização geográfica; ao contrário, é simplesmente uma energia que é acumulada por muitas pessoas que anseiam em descobrir a força central do mundo. Apenas um grupo Cabalístico é um bom lugar para o desenvolvimento da alma.

Do Acampamento Internacional de Verão na Bulgária 12/07/14, Lição # 4

Material Relacionado:
Como Adquirir Sua Alma
Aprendendo Nós Mesmos A Puxar As Cordas
Vida Eterna Dentro Da Conexão Integral: Lição 1 Da Convenção Na França

Comente