Uma Lição Como Mudança De Estados

Dr. Michael LaitmanPergunta: Quando você dissemina a sabedoria da Cabalá, você dá uma palestra ou uma lição. Como você sente o público sentado na sua frente e quanto você pode dar a eles?

Resposta: A lição é muito diferente de uma palestra porque uma palestra é mais abstrata, como com um regador nós podemos regar todas as flores numa fileira sem distinção, e elas crescem individualmente de acordo com o seu próprio potencial. A lição, por outro lado, é medida. Quando eu tomo o nível médio, eu entro nele e me transformo em dois níveis: um nível interno (que não é pessoal, mas coletivo) e um nível externo. O nível externo é transmitido numa linguagem que é mais comum, e o nível interno numa linguagem daqueles que sofreram o estado que está sendo descrito em certa medida.

Pergunta: Você sente o limite do quanto você pode dar numa lição particular?

Resposta: Não. Quando eu falo em um nível tal eu não tenho medo. Em primeiro lugar, eu ainda me escondo dentro de mim mesmo e até mesmo o meu nível interno ainda é meu.

Em segundo lugar, a maneira como nós normalmente apresentamos as coisas não é prejudicial. Isso pode impedir uma pessoa que ainda não está familiarizada com ele, mas seus sentimentos mudam internamente e ela passa por diferentes mudanças de estado. Ela precisa ir de um estado a outro e sentir que está num mundo em que não há espaço para tudo o que falamos e ela é como um ponto central, um observador e um arrumador realizando tudo.

Há muito poucas pessoas que não podem se concentrar dessa forma. Elas têm outras reações, que são mais grossas e lentas em relação ao que estudamos. Assim, durante uma palestra de dez minutos, elas sentem dois ou três estados, enquanto outra pessoa pode sentir vinte ou trinta estados.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 02/04/14

Comente