Uma Conexão Muito Delicada

Dr. Michael LaitmanTorá, “Levítico” Kedoshim 19:17: Não odiarás a teu irmão no teu coração; não deixarás de repreender o teu irmão. A Torá descreve o imenso ódio que existe entre irmãos. Eles dizem que há uma linha tênue entre o amor e o ódio.

Os laços de sangue não operam no próximo nível da conexão, da realização em prol da subida, e são expressos como ódio, competição e confronto, enquanto que a pessoa vê seu próprio irmão como uma enorme interferência.

Há uma linha muito tênue entre “você e eu somos irmãos no objetivo da subida” e “nós somos apenas irmãos”. Se nós somos apenas irmãos, então somos concorrentes.

Nós temos um pai, e eu quero ser o seu único herdeiro. Eu não quero depender de outra pessoa nem devo nada a ninguém. Eu sempre devo a um irmão, uma vez que dependo dele devido aos laços de sangue. Se ele faz algo que é bom ou ruim, de alguma forma a luz brilha boa ou ruim sobre mim.

Um irmão é um grande obstáculo. Ele e eu somos iguais perante o mundo inteiro, mas eu não quero lidar com ninguém igual a mim. Ele expressa algo que eu não posso por suas ações, e ao fazê-lo, ele me revela, uma vez que somos do mesmo nível e de um pai e mãe.

Portanto, se eu quiser esconder alguma coisa, fazer algo de uma maneira e não de outra, ele vai fazer isso em seu próprio estilo, decidir o seu próprio caminho, e, possivelmente, me completar, ou vice-versa, por estar na minha frente. Eu dependo dele e suas ações sempre brilharão uma luz boa ou ruim sobre mim.

O conceito de irmãos é basicamente inexistente em nosso mundo. Na verdade, esta é uma conexão muito delicada.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno”

Comente