Um Fofoqueiro Ou Um Amigo?

Dr. Michael LaitmanA Torá, “Levítico”, 19:16: Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo; não te porás contra o sangue do teu próximo. Eu sou o SENHOR.

Um fofoqueiro em nosso mundo é alguém que gosta da revelação do ego nos outros. O que é interessante é que ele é tipicamente franco. Ele não mente e não tenta ferir os outros, mas simplesmente revela as distorções, a corrupção que existe na sociedade nas relações entre as pessoas.

Comentário: Mas um fofoqueiro nunca diz as coisas abertamente a uma pessoa, só pelas costas…

Resposta: Não faz diferença, já que ao mesmo tempo ele pode ter bons motivos. O problema é saber se ele age em prol da correção e se a ação da revelação do mal tem a intenção de atingir uma maior conexão entre as pessoas.

Um fofoqueiro separa as pessoas e as mantém afastadas umas das outras. Você pode fazer a mesma coisa quando descobre a falta de conexão entre as pessoas, mas, ao mesmo tempo você pensa em como conectá-las. Se a sua intenção é conectar as pessoas, isso não é considerado fofoca.

No trabalho espiritual o termo fofoca não é examinado em relação a si mesmo ou aos outros, mas no que diz respeito ao Criador, pois Ele é o único que perturba a harmonia entre nós, provoca nossos problemas e a falta de integração dos atributos e partes do mecanismo único da alma. Por Sua Luz, Ele revela a falta de coordenação entre eles e é, portanto, a principal causa de todas essas ações. Nós, por outro lado, temos que trabalhar na coordenação entre eles.

Aqui é onde o fofoqueiro é revelado como aquele que revela o mal, mas não pensa em sua correção e não opera ao longo da linha média. Cada um de nós descobre falhas quando se concentra na correção, a fim de corrigi-las e não a fim de aprofundar a sua revelação.

A revelação do mal atrai a Luz que destaca todas as corrupções em mim, mas eu deveria primeiro pensar no estado integral, harmonioso e completo, como é dito: “O fim de uma ação está no pensamento inicial” Esta é toda a sutil diferença entre fofoca e fazer a coisa certa.

Se, por exemplo, meu amigo me diz agora que eu fiz a coisa errada, ele é um fofoqueiro ou não? Isso só é revelado pela forma como me leva a revelar o meu estado corrompido e como corrigi-lo. Fofoqueiros, por outro lado, não fazem isso e a abordagem é totalmente egoísta.

Assim, se o meu amigo revela o mal em mim para me orientar corretamente e ficar ainda mais perto de mim, ele não é um fofoqueiro, mas um amigo.

Eu não posso me recusar a ajudar o amigo a revelar os diferentes obstáculos e erros, uma vez que vejo o meu estado incorreto. Eu tenho que temer a possibilidade de ser um fofoqueiro, que ainda não se abstém de revelar os erros do meu amigo. Eu devo fazer as coisas corretamente, porque tenho que me conectar a ele e chegar a correção junto com ele. Isso é chamado de “não te porás contra o sangue do teu próximo”.

O sangue é a quarta parte das quatro fases da disseminação da Luz na alma, o que significa que é uma ajuda no nível mais baixo da correção que revive o corpo físico. Eu ajudo os outros a subir, mas é com esta condição. Tudo o resto deve ser feito pela própria pessoa. Eu só a elevo um pouco.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 02/04/14

Comente