Se Os Jovens Soubessem

Dr. Michael LaitmanNosso mundo é dividido em quatro categorias: os níveis inanimado, vegetal, animal e o humano, não na forma material, mas no reino espiritual. Afinal, o que nos torna diferentes dos animais? É a nossa essência interior, o nosso desenvolvimento interno. No entanto, fisiologicamente, nós pertencemos ao mesmo mundo animal.

Nós precisamos ir além dos conceitos de tempo, espaço e movimento que são inerentes aos três primeiros níveis – inanimado, vegetal, animal – e viver no nível humano. Nós não compreendemos este nível ainda, mas ele está esperando por nós.

Pergunta: Olhando para o passado, no final de sua vida, os idosos lamentam o tempo perdido na corrida fútil pelo gozo material. Eles começam a sentir que a força que preenche o mundo é o poder de doação e amor, e lamentam terem trabalharam muito duro e não dado tempo suficiente para os filhos, família e amigos.

O que idosos sentem olhando para trás e o que não é revelado aos jovens que ainda têm suas vidas inteiras pela frente? Que tipo de sabedoria prática as pessoas maduras adquirem e, portanto, lamentam o tempo perdido e que os jovens não conhecem no início de suas vidas?

Resposta: Velhos e jovens têm uma diferença nos meios de diversão e fontes de prazer. Os jovens pensam que as fontes de prazer são comida, sexo, família, dinheiro, honra e conhecimento, e todos querem alcançá-las. E os idosos já entendem que não há verdadeira satisfação em tudo isso.

Há uma satisfação material por comida, sexo, família, riqueza, fama e conhecimento, mas a verdadeira realização está apenas numa boa comunicação entre as pessoas, no amor e relacionamentos sinceros. Eles lamentam que não investiram o suficiente para atingir tal interconexão, para apreciá-la e deleitar os outros com ela.

Portanto, a educação integral deve proporcionar às pessoas não só o conhecimento disso, mas também a prova, porque os jovens não querem ouvir. Para eles, toda a sua vida agora reside em obter o máximo de prazer com as coisas programadas internamente, tais como comida, sexo, família, dinheiro, honra e conhecimento. Na realidade, o verdadeiro prazer não depende de tempo e não é limitado pelo espaço, mas sim depende de relações sinceras entre pessoas e amor ao próximo.

A pessoa só sente uma satisfação genuína quando está conectada a outras pessoas, e a conexão entre elas começa a revelar uma relação sincera e uma doação recíproca.

Nesse contexto, elas revelam um sentido de vida eterna, e isso está relacionado com o nível humano, que está acima do nível animal. Este grau não está no nosso mundo e nós precisamos reconhecê-lo, construí-lo, formá-lo e habitar nele. Afinal, ele não está conectado com o corpo, mas está conectado a uma nova consciência, uma nova matriz de percepção.

Pergunta: O que você aconselharia um jovem que quer gerir o seu tempo? Qual é a melhor coisa que ele deve fazer na vida?

Resposta: Cuidar de todas as necessidades da vida material e depois dedicar o resto do tempo à implementação do plano espiritual, o nível do Homem/humano (Adão), que é doação e amor.

De KabTV “Uma Nova Vida” 22/04/14

Comente