Os Macabeus E A Ideologia Grega, Parte 2

Dr. Michael LaitmanAté agora, nós esgotamos todas as possibilidades da abordagem egoísta em todas as áreas, seja na educação, cultura, cotidiano, família, relações entre povos e nações, capacidade de continuar a exploração do universo e assim por diante. A limitação da consciência egoísta do mundo já está tão perto que podemos senti-la.

Isto não está só falando sobre o colapso da ciência, mas sobre seu fim, sobre a linha onde termina a sua capacidade de aprender e explorar a natureza de uma forma introvertida, com base em nosso desejo egoísta. Há ainda uma infinidade de coisas e fenômenos do mundo, mas não temos o poder de alcançá-los; não temos a capacidade de perceber e descobri-los. Eles permanecem “invisíveis” para os nossos atuais sentidos.

Por outro lado, quando eu subo acima da pesquisa de acordo com o modelo “grego” e quero ir lá fora, no sentido da doação e amor, eu subo acima do meu “eu” humano, material, bestial e quero sentir a realidade da natureza como ela é, sem interferência do “feito por mim mesmo”, sem um “filtro” orientado para benefício pessoal.

Primeiro a pessoa percebe a realidade e depois a investiga. Portanto, eu quero perceber a realidade sem preconceito, sem qualquer “filtro”, sem qualquer interferência interna. Eu quero vê-la como ela realmente é.

Depois, ao trabalhar em mim mesmo, eu descubro que, essencialmente, ela é inteiramente imenso amor e doação. Há uma multiplicidade de sistemas que funcionam de acordo com esse poder. Eles estão ao nosso redor e eu posso criar uma conexão com eles, graças à qual posso entender o que realmente está acontecendo.

Porque além do convencional dois por cento, todo o resto dos detalhes da realidade são especificamente encontrados lá no sistema de doação. Além disso, nós chamamos isso de sistema “superior”, porque é especificamente ele que direciona, inspeciona e determina tudo o que está acontecendo.

Retornando ao feriado de Chanucá: era por isso que os Macabeus estavam brigando; por um senso de realidade e uma atitude judaica em relação a isso. Ou nosso próprio método extrovertido estaria em sua fundação, que ultrapassa as limitações da percepção corpórea e materialista, ou o contrário, estaríamos satisfeitos com uma percepção estreita do corpo, que significa a versão “grega”. A luta foi realizada entre essas duas sensações opostas naqueles dias.

Pergunta: O que podemos deduzir e aprender desse dia?

Resposta: Hoje, após dois mil anos da percepção “grega”, nós devemos abandoná-la. Portanto, toda essa percepção, juntamente com a sua ciência e cultura, afundou numa crise. Agora os judeus e aqueles que entendem que têm razão devem sair da sociedade humana, novamente adquirir uma percepção objetiva do mundo e levar todo mundo para este nível.

Então, nós abordaremos o estudo da verdadeira realidade, onde todo o mundo infinito é colocado diante de nós e nós sabemos como nos adaptar a ele como criaturas ilimitadas vivendo felizes dentro da eternidade e plenitude.

Isto é o que hoje é chamado de “Guerra dos Macabeus”.

De KabTV “Uma Nova Vida” 14/12/14

Comente