O Hábito De Ter Medo

Laitman_002Pergunta: Até certo ponto, todos nós nos sentimos preocupação e nos preocupamos com relação a diferentes aspectos da nossa vida. Por que uma coisa natural como a vida de repente se torna uma fonte de preocupação e temor?

Resposta: Eu não concordo com a ideia de que a vida é um processo natural livre de problemas e preocupações. No mundo animal do qual somos parte, preocupação e temor são as principais coisas da vida.

Os animais constantemente se preocupam com a sua existência, o seu ninho, sua prole, seu bando. Toda a sua vida é uma luta para sobreviver. Quem pode sequer pensar em prazer? Nós, por outro lado, achamos que um pássaro sentado numa árvore gorjea porque é pacífico e se sente bem.

Nós não entendemos a vida. Nosso ego está constantemente crescendo e se desenvolvendo em nós, para que, ao usá-lo, nós atinjamos o nível falante, do homem que se assemelha à natureza geral integral. Nós, por outro lado, queremos desfrutar às suas expensas, preenchê-la e, se possível, reduzir nossos problemas e preocupações, o que é totalmente oposto ao plano da criação.

Pergunta: Como nós podemos equilibrar os nossos problemas e preocupações neste mundo para que eu seja capaz de superá-los e usá-los a fim de avançar corretamente?

Resposta: Nenhum ser criado está livre do sentimento de preocupação e temor. Caso contrário, ele não seria um ser criado. Um ser criado é um desejo de receber, um desejo de ser completo. Não pode ser que eu vou me sentir como Fausto e dizer que atingi o pico do meu prazer e, portanto, não há nada mais que eu precise na vida. Ansiedade é o meu estado permanente e nunca cessa.

A questão é como dar a todos na sociedade o suporte, de modo que todos vão se sentir equilibrados. Isto significa que uma pessoa tem preocupações e ansiedades, mas em um nível em que ela controla a si mesma, e não diz que não pode se controlar, caindo assim nas mãos da sociedade, de modo que eles vão ajudá-la ou ser tão indiferentes que ela vive nas ruas como muitas pessoas fazem hoje em dia.

A pessoa deve ter preocupação suficiente para sustentar a si mesma: ter uma família, criar seus filhos e ajudá-los na vida, como sempre foi o caso em todas as gerações. Por outro lado, ela deve se sentir relativamente segura, confortável e bem, o que significa em certo ponto neutro que a sustenta.

Agora nós inconscientemente tememos, já que estamos acostumados. Uma pessoa é constantemente jogada de um extremo ao outro. Ela não quer ouvir sobre a sociedade e está pronta para fugir para uma ilha deserta, ou toma uma arma e atira em todas as direções.

No passado, os eventos numa rua vizinha não nos diziam respeito, mas hoje eu estou preocupado com o que acontece do outro lado do mundo, uma vez que ele depende de mim, se refere a mim e me afeta! Este é o lugar onde reside a raiz dos problemas.

A solução está na sociedade. Uma pessoa é totalmente influenciada pela sociedade e nós devemos, portanto, organizar a sociedade de uma forma que, em vez de programas de TV e outras expressões artificiais de medo que nos ameaçam, a pessoa vai simplesmente viver em sociedade. Não se trata de esconder a verdade de uma pessoa ou afastá-la da vida e não lhe dizer nada de ruim. Ela deve ouvir as notícias, mas essa deve ser apresentada de forma adequada e suficiente.

De KabTV “Uma Nova Vida” 21/10/14

Comente