O Caráter Judaico É A Unidade

laitman_943Apenas a unidade vai permitir que os filhos de Israel alcancem o sucesso em qualquer campo. Ao fazer isso, ela cumpre o programa da criação. A questão aqui não é sobre política, nem economia; a unidade é inerente ao plano do universo que se apresenta diante de nós. É tempo de compreendê-la e todos juntos começar a realizá-la.

Se nós lidarmos com isso, as nações do mundo se juntarão a nós para ajudar em todos os sentidos. De acordo com a metáfora do Tanakh, elas vão “levar os filhos de Israel sobre os seus ombros à Jerusalém”.

Pergunta: Quem impede o povo de Israel?

Resposta: Ele próprio. Por exemplo, atualmente o Knesset está discutindo um projeto de lei sobre o caráter judaico do Estado. Assim, os políticos querem esclarecer questões básicas: se vivemos na nossa terra como o povo de Israel?

No entanto, no que eles se baseiam? No legado de Jabotinsky e Ben-Gurion? Tais argumentos não representam uma base suficiente; portanto, não há discussão.

Este tópico se tornou urgente, e nós temos que explicar às pessoas o que realmente são “o povo de Israel”, “a terra de Israel” e o “Estado de Israel”.

Nós voltamos aqui para levar a cabo a nossa tarefa e recebemos certo tempo – o período atual – para ser utilizado para a formação do povo em sua forma verdadeira, correta, de acordo com as leis da natureza, e não da maneira que queremos. O poder do sultão turco, o mandato britânico, as recomendações de professores universitários, etc., todos estes são igualmente incompatíveis com a natureza.

Nós já vivemos sob uma lei estrangeira, então por que tomar as próximas versões, deixe-as serem nossas próprias, mas mesmo assim de forma forçada e artificial.

Eu repito, é um programa da natureza. É verdade, nós não somos como todos os outros, mas por uma razão: é-nos confiado o dever de tomar uma forma definida e se tornar um elo de transição para o mundo. O crescente antissemitismo, hoje, é um sinal que nos revela que o mundo está ciente.

E nós precisamos destacar pontos importantes. Na verdade, nós temos um problema. Na verdade, nós temos que assumir a lei, definir o papel, a essência do povo de Israel e da terra com o nome de “Eretz Israel“.

Ao contrário de outros, nós só somos considerados um povo sob certas condições. E se nós as realizarmos, os conflitos étnicos desaparecerão. Será descoberto que todo mundo tem um lugar e todos são responsáveis ​​pela correção. Por favor, juntem-se sob o guarda-chuva da unidade, e juntos vamos fazer tudo o que é necessário.

O novo projeto de lei destina-se a dividir os judeus e outros povos que aqui vivem. Nós, pelo contrário, não exigimos a divisão, mas a unidade.

Nós estamos falando de uma questão-chave muito difícil. Despertando-a através dos políticos, o Criador nos envia um sinal claro para que nós resolvamos esses problemas. Nenhum deles será capaz de encontrar uma solução. Não importa o quanto eles possam votar, não importa que leis possam passar, os frutos do seu trabalho não resistem ao teste da realidade. O resultado será apenas uma “vaia” geral.

Por outro lado, se começarmos a fazer o que devemos fazer, de acordo com o programa da criação e desenvolvimento do mundo, teremos uma grande resposta de todas as nações. Elas vão entender e sentir imediatamente: “Os judeus de repente se envolveram em seus negócios”.

Como Baal HaSulam escreve, as correções do povo judeu são realizadas em etapas num caminho muito longo e difícil, mas as nações, pelo contrário, vão obtê-las de uma só vez. Por isso, nossas ações corretas serão imediatamente recompensadas com respeito e uma reação positiva. Além disso, todo esse processo vai ser desdobrado diante de nossos olhos.

Bem, hoje, o debate sobre o caráter judaico do Estado é de fato puxado como que do nada. Claro, o mundo não vai concordar com esta abordagem. Se você propositadamente vai contra todos, isso nem sempre ajuda. Nós não vamos ganhar desta forma. Da mesma forma, hoje a Rússia enfrenta a Europa e a América desde posições impossíveis. O nosso mundo é egoísta: quem tem mais dinheiro ganha.

Isso é pré-determinado, e mesmo que você esteja certo, nada pode ser feito. Neste caso, nós estamos até errados, e, portanto, não teremos sucessos. Nós ainda teremos que “comer” o que eles estão “cozinhando”, porque não concordamos com o programa da criação.

De acordo com este programa, nós temos que chegar à unidade em nosso ambiente e com o Criador. Quem concorda em se conectar conosco e com Ele – por favor. Todo mundo tem um lugar. Isso é o que significa o “caráter judaico do país”, isso é o que é o povo de Israel.

Baal HaSulam escreve nos “Escritos da Última Geração” como esta unidade é criada.

“Visto que esta lei altruísta será internacional, graças ao dinheiro e à influência espiritual, será possível ganhar os corações dos xeques árabes que vão tomar esta perspectiva junto conosco como uma única unidade e vão atrair as almas do meio dos patrões e trabalhadores e árabes.

“Portanto, isso vai aumentar o benefício para o sionismo, pois ao aprovarem a lei, da obrigatoriedade de amar e doar toda a humanidade em igual medida, eles não vão buscar invadir a terra de Israel, porque vão entender que esta terra se destina ao Criador. O padrão de vida dos árabes será o mesmo que o dos judeus, e vai ser uma grande ajuda estabelecer amizade entre eles”.

Apenas a unidade e a igualdade irão garantir a vitória. E assim vamos aniquilar todas as forças da impureza.

Nós só precisamos entender que não agimos contra xeques, governos, as Nações Unidas, ou qualquer outra pessoa. Em vez disso, nós devemos estabelecer um equilíbrio entre as forças internas inerentes à humanidade. Nós temos que pensar nelas, e depois vamos ter sucesso.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 27/11/14, Escritos do Baal HaSulam

Comente