Futebol De Acordo Com As Regras Gerais Da Espiritualidade

Laitman_197_01Pergunta: Suponha que você é um treinador de futebol. Uma equipe de futebol convida-o por um ano para ajudá-la a se tornar uma equipe melhor. Como treinador, o que você pode oferecer no campo da psicologia de grupo?

Resposta: Minha condição é que eu exijo cinquenta milhões de dólares! Isto imediatamente cria tensão: Por que tanto? Que intenções ele tem? E eu não digo a ninguém que no último minuto eu vou devolver o dinheiro a eles. Isso é para que todos estejam em alerta. Eles imediatamente veem que eu sou exatamente como eles: eu estou interessado em dinheiro, poder e honra. Isso é para que a sua atitude em relação a mim seja como é para com todos.

Pergunta: Agora vamos imaginar como sua vida diária parece. À noite, o time tem um jogo, qual é a sua atitude em relação a isso?

Resposta: É necessário organizar um workshop de uma hora antes do treino, do aquecimento, e do jogo, antes de cada atividade da equipe. Aqui nós estamos falando sobre como construir uma equipe de modo que cada um vai reagir aos movimentos dos outros sem pensar nisso. Assim, no dia a dia, nós podemos nos conectar e unir cada vez mais. Com isso, nós construímos uma conexão acima da rejeição.

Isso porque, desde o início, há rejeição entre nós: concorrência, discordância, ciúme, uma orientação em direção ao controle e honra. Alguém marca dois gols e eu nem sequer marco um, ele recebe um milhão e eu não, e assim por diante. Mas agora nós estamos falando de forma diferente. Primeiro nós falamos em como fazer a mesma quantidade, nada mais, nada menos; nós estamos construindo uma equipa homogênea. Nós não enterramos os desejos pessoais de cada um; em vez disso, vamos construir uma conexão acima deles.

Este é um longo processo de treinamento que inclui uma multiplicidade de atividades. Em última análise, o próprio sentimento da conexão entre eles num todo se torna importante para eles. Assim, o jogo se torna apenas um meio para eles. Nós alcançamos o resultado desejado: nós não jogamos por causa do jogo em si, mas por causa da harmonia geral e do sentimento de conexão e unidade. Não há diferenças entre eles; nós existimos como uma espécie de nuvem, como um só corpo com um só coração. E o público também está incluído na ação como se estivessem num vórtice; eles se conectam com a equipe e sentem o jogo como ele estivesse vivo. O futebol regular, no qual não há nada além da concorrência, encontra uma nova vida!

Pergunta: Como eu devo me relacionar com uma situação em que um membro do grupo deveria ter me dado a bola e não fez isso e correu em direção ao objetivo por si mesmo?

Resposta: Nesse momento você deve se controlar, superar sua raiva. Você deve jogar com ele em completa harmonia, como se ele estivesse 100% certo. Nesse momento você diz a si mesmo que, tanto quanto parece, ele não entendeu sua ação corretamente. Pode ser que ele não viu toda a situação.

Você se comporta com ele do jeito que faria com uma criança. Digamos que seu filho quer ajudar sua mãe lavar os pratos, e, no final, quebra um prato. Mas você o perdoa porque ele queria fazer algo bom.

Pergunta: Este parece ser um estado muito elevado que requer uma mudança na educação.

Resposta: Certo. Aqui é importante entender o grau de responsabilidade. Agora, os jogadores de futebol poderiam facilmente passar de uma equipe para outra. Mas, ao levá-los para cima ruma a uma recompensa espiritual, nenhum deles vai querer ou ser capaz de abandonar seus amigos.

Pode ser que eles venham a nos se queixar que, por um lado, tornaram-se vivo, mas, por outro lado, na sua profissão já não estão prontos para trabalhar com outras pessoas. As regras do jogo deste mundo muitas vezes não nos deixam muita escolha. Mas está em nosso poder alterá-las.

De KabTV “Uma Nova Vida” 26/01/14

Comente