Através De Um Alto-Falante

laitman_575Pergunta: É dito que “tudo está nas mãos do Céu, exceto o temor do Céu”. Mas se o temor do Céu não está em minhas mãos, como eu posso alcançá-lo?

Resposta: Você só pode alcançar o temor de Cima. Ninguém diz que você tem que ser um justo completo, servo de Deus. O que você sente no momento é o que você é. A questão é como você atrai a Luz que Corrige para si mesmo para que ela o corrija.

Todas as mudanças ocorrem apenas nos Reshimot (genes espirituais) egoístas, que são constantemente despertados em nós de acordo com o plano da criação e nos conduzem ao longo do caminho de “em seu tempo”. Mas se atrairmos a Luz de Cima, que é chamado de “eu vou apressá-lo”, vamos acelerar o nosso desenvolvimento e receber ambos os poderes e o temor de Cima.

Primeiro a pessoa está cheia de temor corporal, que ela deve se sentir bem neste mundo. Depois, ela se preocupa com o mundo vindouro e pergunta qual é a razão de sua vida e, assim, chega a sabedoria da Cabalá com esta questão. Por fim, ela atinge o temor de que não tem o desejo de doar ao Criador.

Ela tem que ser incorporada no ambiente certo e atrair a Luz que Corrige para que essa lhe dê o temor espiritual, o temor de não alcançar a doação. Isso já é um problema, já que ela não tem nenhum desejo natural de doação.

É por isso que nós precisamos de um ambiente que nos convença de que a doação é uma coisa boa. Se eu ver que todo mundo valoriza a doação, eu também vou começar a valorizá-la e adquirir o desejo por algo que nunca quis, o desejo pelo mundo espiritual, pela doação.

Isso se chama fazer um esforço, pedir por algo pelo qual não tenho nenhuma deficiência natural. Afinal de contas, uma deficiência pela doação pertence à essência do Criador. Nós nos voltamos a todas as pessoas com esta ideia, pois todas elas devem atingir o estado “e minha casa será chamada casa de oração para todas as nações”.

Portanto, nós temos que disseminar a sabedoria da Cabalá, de modo que todo mundo vai ouvir a mensagem de conexão. De acordo com Baal HaSulam, só isso é chamado de verdadeira “religião”, a conexão com o Criador. Todas as religiões do mundo foram inventadas por pessoas e, portanto, não são verdadeiramente universais e não têm nenhuma conexão real com o mundo espiritual.

Todo mundo já entende que o mundo está num estado de crise, o que só vai piorar até que comecemos a nos corrigir. Mas nós temos que explicar que esta situação é predeterminada para nós pelo plano da criação, a fim de forçar todos nós a se conectar.

Todo mundo tem a chance de ser impressionado pelo ambiente certo e receber a deficiência por uma conexão mútua a partir dele. Nossa realidade nos obriga a fazê-lo. Se nós não concordarmos, a natureza vai nos ensinar a fazê-lo por golpes e guerras. Nós só precisamos entender que devemos chegar à conexão. Se quisermos, vamos receber todos os poderes para conectar as forças da natureza.

Visto que a sabedoria da Cabalá foi estabelecida a partir de Adão e Abraão, ela se destina apenas à conexão entre as pessoas. Mas antes era impossível disseminar isso para o mundo, porque o mundo não estava suficientemente desenvolvido. Os Cabalistas se dirigiram àqueles que seguiram Abraão, Isaac e Jacó, aos que estavam prontos internamente, que eram refinados e desenvolvidos espiritualmente e, assim, ouviram aquela chamada. Mas outros não a ouviram, e foi necessária a realização de muitas outras ações para que a humanidade fosse sensível o suficiente para aceitar a mensagem da conexão geral.

Hoje, no entanto, é possível gritar bem alto em todo o mundo através de um grande alto-falante. É necessário que os nossos grupos façam isso em todo o mundo, apelando a todos. Se não quisermos avançar pelos golpes, então este é o único método.

A natureza nos obriga a desenvolver pela força, então vamos querer avançar, para que não tenhamos que fugir dos golpes, mas encontrar a boa força por nós mesmos, a qual vai nos atrair à conexão no caminho rápido e fácil. Esta é toda a sabedoria e toda a Torá.

O único problema é que a pessoa está imersa dentro de si mesma e aderiu a seu próprio coração. Ela não pode distinguir-se disso, a fim de gerir o seu coração e seu desejo, mas está dentro de seu coração egoísta e o segue.

Portanto, ela precisa de um ambiente, um ambiente que lhe permita olhar para si mesma de fora e começar a trabalhar em si mesma como num estranho que é externo ao seu desejo. Portanto, quanto mais a pessoa está aderida ao ambiente, mais pode atrair a Luz que Reforma e assim avançar.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/11/14, Escritos do Rabash

Comente