Textos arquivados em ''

Bloqueando O Oxigênio Para O Mundo

Laitman_509Pergunta: Está escrito que a guerra é conduzida pela força superior e não por nós. Como isso funciona exatamente?

Resposta: A força superior é a força da conexão, a força do amor e doação. Ela funciona na medida em que possibilitamos que ela funcione, quando nos igualamos a ela em nossas características. Na medida em que o nosso desejo é dirigido externamente aos outros, ela age através de nós.

E se não estamos conectados com todo o resto e não pretendemos viver com amor e doação, e esta força não está preparada para estender nosso caminho, nós bloqueamos sua passagem. Então, as nações do mundo nos culpam por seus problemas.

Pergunta: Segue-se que no final todo mundo vai querer se conectar com amor?

Resposta: Sim. Somente o povo de Israel não está deixando que eles façam isso. Nós devemos fazer o possível para que essa força se espalhe, seja revelada em nós e conectada entre nós. É assim que o Criador é revelado a uma criatura. Está escrito: “Aquele que faz a paz no alto fará a paz entre nós”. Então, com essa aspiração nós vamos nos abrir para as nações do mundo. O Criador está interessado que todos O conheçam “do menor ao maior deles” (Jeremias 31:34).

Pergunta: Pode a guerra ser uma oportunidade para alcançar isso?

Resposta: A guerra é projetada apenas para uma coisa: nos obrigar a pensar no que não está bem conosco. Pois nossos vizinhos e o mundo em geral estão indo contra nós de uma forma cada vez mais clara e óbvia. Eles não serão mais amigáveis; ao contrário, com o tempo sua atitude só vai piorar.

No entanto, antes disso, eles foram simpáticos conosco, porque permitiram que os judeus retornassem a sua terra, e as nações do mundo esperavam que de alguma forma nós realizássemos o nosso destino. As forças da natureza trabalharam por meio deles desta forma.

No entanto, hoje, após 66 anos, já está claro para todos que não estamos nos preparando para essa tarefa. Pelo contrário, a cada dia nós bloqueamos o “canal de abundância” que deveria chegar a todos através de nós. Assim, as queixas do mundo aumentam: eles ficam de costas para nós e apoiam os nossos inimigos. Esta tendência só ficará mais forte, tanto que não restará ninguém no mundo que nos apoie, incluindo os judeus que vivem no exterior.

Pergunta: Bem, todos os sinais indicam que já há algum tempo nós deveríamos ter dado a abundância ao mundo, e não demos. Por quê?

Resposta: Porque não estamos conectados. Se nos conectarmos, vamos criar uma espécie de “canal”, uma passagem direta pela qual a Luz vai passar às nações do mundo.

Pergunta: Quando uma pessoa está diante de um problema complexo, ela tenta com todas as forças resolvê-lo a sua maneira ou se move à procura de um outro meio. Como nós abordamos psicologicamente este trabalho na conexão?

Resposta: A Luz superior, ou a Ohr Ein Sof (Luz do Infinito), deve passar pelo “canal” de Israel às nações do mundo. No entanto, nós estamos bloqueando esse canal, impedindo a Luz de entrar por cima e de sair por baixo. Como resultado, o nosso “tubo”, em vez de ser uma ponte, torna-se um componente de isolamento entre a Luz do Infinito e o mundo.

Mesmo que elas não saibam disso, elas sentem isso inconscientemente, incluindo até mesmo aqueles que nunca estiveram envolvidos conosco. Disso derivam todas as suas acusações em relação a nós. Na verdade, após a falta da Luz Superior, elas experimentam problemas e nos culpam por eles.

Basicamente, elas estão nos dizendo que somos muito importantes para o mundo, mais importante do que o que elas mesmas são, porque dependem de nós. Mas nós estamos bloqueando a abundância para elas; nós estamos bloqueando a vitalidade. De que outra forma é possível se relacionar com pessoas assim?

No entanto, o povo de Israel não quer estar ciente disso. Eles sequer conhecem ou reconhecem o que está impedindo-os. Se eles soubessem disso, agiriam de forma diferente. Eles devem viver em unidade, em Arvut (garantia mútua). Assim, a passagem da abundância será aberta e a Luz Superior passará de Olam Ein Sof (Mundo do Infinito) para as nações do mundo e preencherá a todos. Como está escrito pelos profetas: desta forma, o mundo inteiro vai alcançar paz e calma.

Pergunta: Junto com isso, como devemos nos relacionamos com o inimigo externo hoje?

Resposta: Nós temos que entender que temos que matar o mal dentro de nós. Mas, por enquanto, devido à falta de escolha e a falta de energia e tempo, nós também temos que nos livrar do inimigo externo. Mas isso é apenas porque ainda não conseguimos agir da maneira correta dentro de nós mesmos.

De KabTV “Cabalistas Escrevem, As Guerras de Israel” 21/07/14

A Força Que Revive A Alma

Dr. Michael LaitmanA Torá, “Levítico”, 19:26: Não comereis coisa alguma com o sangue.

Sangue é a Luz de Hochma, que é a força que revive a alma e entra na quarta fase do desejo (a carne).

Mas é proibido usar o desejo em que está a Luz. Primeiro você tem que corrigi-lo separadamente, restringi-lo e fazer um Masach (tela) e, depois, pesar e esclarecer tudo. Estas são as leis em que as condições de Kasrut são posteriormente baseadas, quando a carne se torna comestível.

É totalmente proibido comer o sangue. Nos dias do Templo eles costumavam drenar o sangue em vasos especiais designados para isso e, posteriormente, eles eram completamente esvaziados.

Portanto, nós devemos investigar a força que revive a alma, tanto em nosso mundo e no mundo espiritual e, portanto, distingui-la.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 09/04/14

Futebol De Acordo Com As Regras Gerais Da Espiritualidade

Laitman_197_01Pergunta: Suponha que você é um treinador de futebol. Uma equipe de futebol convida-o por um ano para ajudá-la a se tornar uma equipe melhor. Como treinador, o que você pode oferecer no campo da psicologia de grupo?

Resposta: Minha condição é que eu exijo cinquenta milhões de dólares! Isto imediatamente cria tensão: Por que tanto? Que intenções ele tem? E eu não digo a ninguém que no último minuto eu vou devolver o dinheiro a eles. Isso é para que todos estejam em alerta. Eles imediatamente veem que eu sou exatamente como eles: eu estou interessado em dinheiro, poder e honra. Isso é para que a sua atitude em relação a mim seja como é para com todos.

Pergunta: Agora vamos imaginar como sua vida diária parece. À noite, o time tem um jogo, qual é a sua atitude em relação a isso?

Resposta: É necessário organizar um workshop de uma hora antes do treino, do aquecimento, e do jogo, antes de cada atividade da equipe. Aqui nós estamos falando sobre como construir uma equipe de modo que cada um vai reagir aos movimentos dos outros sem pensar nisso. Assim, no dia a dia, nós podemos nos conectar e unir cada vez mais. Com isso, nós construímos uma conexão acima da rejeição.

Isso porque, desde o início, há rejeição entre nós: concorrência, discordância, ciúme, uma orientação em direção ao controle e honra. Alguém marca dois gols e eu nem sequer marco um, ele recebe um milhão e eu não, e assim por diante. Mas agora nós estamos falando de forma diferente. Primeiro nós falamos em como fazer a mesma quantidade, nada mais, nada menos; nós estamos construindo uma equipa homogênea. Nós não enterramos os desejos pessoais de cada um; em vez disso, vamos construir uma conexão acima deles.

Este é um longo processo de treinamento que inclui uma multiplicidade de atividades. Em última análise, o próprio sentimento da conexão entre eles num todo se torna importante para eles. Assim, o jogo se torna apenas um meio para eles. Nós alcançamos o resultado desejado: nós não jogamos por causa do jogo em si, mas por causa da harmonia geral e do sentimento de conexão e unidade. Não há diferenças entre eles; nós existimos como uma espécie de nuvem, como um só corpo com um só coração. E o público também está incluído na ação como se estivessem num vórtice; eles se conectam com a equipe e sentem o jogo como ele estivesse vivo. O futebol regular, no qual não há nada além da concorrência, encontra uma nova vida!

Pergunta: Como eu devo me relacionar com uma situação em que um membro do grupo deveria ter me dado a bola e não fez isso e correu em direção ao objetivo por si mesmo?

Resposta: Nesse momento você deve se controlar, superar sua raiva. Você deve jogar com ele em completa harmonia, como se ele estivesse 100% certo. Nesse momento você diz a si mesmo que, tanto quanto parece, ele não entendeu sua ação corretamente. Pode ser que ele não viu toda a situação.

Você se comporta com ele do jeito que faria com uma criança. Digamos que seu filho quer ajudar sua mãe lavar os pratos, e, no final, quebra um prato. Mas você o perdoa porque ele queria fazer algo bom.

Pergunta: Este parece ser um estado muito elevado que requer uma mudança na educação.

Resposta: Certo. Aqui é importante entender o grau de responsabilidade. Agora, os jogadores de futebol poderiam facilmente passar de uma equipe para outra. Mas, ao levá-los para cima ruma a uma recompensa espiritual, nenhum deles vai querer ou ser capaz de abandonar seus amigos.

Pode ser que eles venham a nos se queixar que, por um lado, tornaram-se vivo, mas, por outro lado, na sua profissão já não estão prontos para trabalhar com outras pessoas. As regras do jogo deste mundo muitas vezes não nos deixam muita escolha. Mas está em nosso poder alterá-las.

De KabTV “Uma Nova Vida” 26/01/14

Malchut Que Não Está Livre

laitman_557Pergunta: É dito: “E se um homem se deitar carnalmente com uma mulher, e ela é uma serva designada para um homem, e ela não foi [plenamente] redimida nem teve seu documento de emancipação concedido a ela, haverá uma inquisição; eles não devem ser condenados à morte, porque ela não tinha sido completamente libertada”. O que significa isso?

Resposta: Significa que as partes masculinas e femininas do Partzuf não correspondem e a parte masculina não pode trabalhar com este desejo.

A pessoa quer doar, trabalhar para o Criador, executar uma ação espiritual, mas ainda não esclareceu e examinou totalmente seu desejo. Estando em certos atributos, ela não sabe que não pode trabalhar com Malchut. Há muitas opções diferentes aqui.

Acontece que não há contato entre as primeiros nove Sefirot e a décima parte do desejo. Malchut ainda não está apta para isso e assim verifica-se que não está livre, engajada, etc., no que diz respeito a isso.

Trata-se da correção parcial do desejo de uma pessoa com a qual ele realmente e sinceramente quer trabalhar a fim de doar, mas falhou, embora mais tarde ele corrija o desejo até o fim.

“Eles não devem ser condenados à morte, porque ela não tinha sido completamente libertada” significa que nós devemos trazer um sacrifício, o complemento necessário para o perdão. Perdoar significa adicionar sua própria correção da parte feminina e, assim, tornar-se um Partzuf com ela, como se diz: “e se tornará sua esposa”, ou simplesmente conceder expiação por sua ação, uma vez que a Luz entra na parte feminina do desejo e isso deve ser corrigido para que a parte feminina retorne ao seu estado anterior.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 09/04/14

Unidade É A Garantia De Vitória, Parte 3

laitman_944Pergunta: De que modo a cultura mundial influenciou o povo de Israel e o que precisamos para restaurar a confiança no nosso espírito ancestral?

Resposta: No período do exílio, o povo de Israel evoluiu por dois mil anos junto com os outros povos e deu-lhes muito de sua cultura, sua educação, incluindo o calendário, a divisão da semana em dias de trabalho e descanso nos fins de semana, e muitas outras coisas.

Mas hoje nós temos evoluído para um estado único, onde toda a humanidade deve se tornar conectada num único conjunto. Afinal de contas, nós nos trancamos numa única rede que se estende por todo o globo, como se estivéssemos vivendo numa pequena aldeia. Nesta circunstância, toda a humanidade também deve se conectar, e não apenas o povo de Israel. Caso contrário, nunca haverá um futuro.

Não é só a Europa que deve se unir numa única união, algo que não conseguiu fazer, mas o mundo inteiro deve se transformar numa única união. Mas, em vez disso, mais e mais conflitos e confrontos aparecem. Rússia e Estados Unidos têm retornado novamente à Guerra Fria, exceto que tanto a China como a América do Sul têm sido puxados e atraídos a ela. Os países árabes estão num estado de hostilidade e ódio contra Israel e entre si. Os conflitos existem em toda parte.

É assim que as forças que querem distanciar as nações umas das outras têm agido. Da mesma forma, há uma força geral que conecta todos juntos. Segue-se que o mundo deve se unir; esta é a sua tendência geral. Toda a natureza, em última análise, atinge equilíbrio e a conexão.

Mas o povo de Israel não está levando a força de unificação para o mundo. A força de unificação é a força da Luz. Está escrito que a inclinação ao mal, o desejo egoísta que separa as pessoas, foi criada e, além disso, a Torá, a Luz que Reforma, também foi dada.

A Torá é uma Luz única que corrige a força que separa as pessoas numa força que as conecta. Esta é a força encontrada na Torá, a força da Luz Superior. Nós estamos prontos para atrair essa força. Esta é uma energia positiva que existe na natureza, mas é necessário atrai-la.

Se não atrairmos essa força para o mundo, ela vai trazer a sua extinção, guerras mundiais e terrível sofrimento. E as nações do mundo sentem isso e já começaram a culpar Israel agora, apontando para nós como sendo os culpados pelo sofrimento do mundo.

Pergunta: Você quer dizer que, como o povo de Israel não está aprendendo Torá, ele não está permitindo que a Luz entre no mundo?

Resposta: Sob o conceito de Torá nós queremos dizer a sabedoria da Cabalá, que é a verdadeira parte interna da Torá. É simplesmente necessário aprender como o mundo é construído, como uma pessoa é construída, que tipo de Luz nós devemos atrair, e como atraí-la. Mas, em princípio, isso está falando da conexão entre as pessoas.

De KabTV “Uma Nova Vida” 11/12/14

O Que É A Luz?

laitman_567_04Pergunta: O que é a Luz que a sabedoria da Cabalá fala?

Resposta: A Luz é um fenômeno no qual o desejo de receber sente a força superior, a espiritualidade, o Criador, a força que dirige e governa o desejo de receber.

A Luz é a única força que realmente existe. A outra força é o desejo de receber. Não há nada, exceto estas duas forças. Em outras palavras, o desejo de receber é algo que está “fechado” desde dentro, enquanto que a Luz está aberta e preenche todo o universo.

Dentro do desejo, há uma pequena centelha da Luz com a ajuda da qual o desejo pode se conectar com a Luz externa, direcionando assim as ações da Luz executadas no desejo. Uma aspiração do desejo de receber de ser semelhante à Luz lhe permite estabelecer a conexão com a Luz, desencadeando assim o impacto da Luz sobre ele.

Pergunta: Então, qual é a conexão entre os livros escritos pelos Cabalistas e a Luz?

Resposta: Todos os livros Cabalísticos são histórias sobre o impacto da Luz sobre o desejo. Não há mais nada além disso. A Luz é o Criador, ou seja, a força que governa tudo. Se a pessoa quiser se aproximar da Luz, deve aprender a construir intenções corretas acima dos seus desejos para que a Luz desça e lhe transmita suas propriedades, tornando-a semelhante à Luz. Neste caso, suas ações se tornam semelhantes à Luz, embora seus desejos sejam opostos a ela.

Toda a sabedoria da Cabala é a revelação da Luz à criação.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 14/12/14, Escritos do Baal HaSulam