Quando O Coração É Silencioso

Dr. Michael LaitmanPergunta: Há um sentido muito forte de unidade na nossa dezena (Grupo de Dez), mas, ao mesmo tempo, há uma sensação como se o coração estivesse coberto com uma crosta, e nada pudesse agitá-lo. O que vamos fazer com isso?

Resposta: Beije este estado como se você beijasse a vara que bate nele.

Na verdade, é uma revelação maravilhosa, mas a pessoa percebe isso como um estado desagradável, já que, com ele, você cai num desespero maçante e silencioso.

Além disso, o conceito de Criador é um pouco nebuloso. Você parece ouvir o que é dito sobre Ele, mas não sente nada. Agora, é uma noção abstrata para você, não propriedades e forças. Você não consegue liga-Lo a nada, porque o Faraó (ego) enche o seu coração comum.

No entanto, há um pequeno ponto a partir do qual você determina que está sob a influência de Faraó, e esse, na verdade, é o próprio estado de desespero, a partir do qual, aparentemente, não há saída. É melhor esquecer, apagar tudo, pressionar algum botão dentro de si mesmo, e acabar numa terra muito, muito distante.

Tais estados vão continuar a tomar conta de você cada vez mais. Isto continua além do êxodo do Egito, porque você precisa anexar todos esses desejos egoístas a si mesmo durante os quarenta anos de peregrinação no deserto e a ascensão de Bina, e na conquista da terra de Israel, que é o trabalho com os vasos (Kelim) de recepção. Você sempre terá essas descidas, e elas serão cada vez mais profundas.

O que nós podemos fazer? Nesses casos, nós imediatamente começamos a ler as nossas fontes. Se possível, a pessoa deve correr imediatamente para o grupo. É a coisa mais eficaz possível. Ela pode se envolver em alguma forma de disseminação, mas o melhor de tudo é o contato físico. Se você está sozinho e não existem outras opções, então tente escutar ou ler, mas faça isso de forma muito clara e intensa. Nós precisamos lavrar o nosso egoísmo.

Da Convenção em São Petersburgo 20/09/14, Lição 3

Comente