Nas Mãos Do Escultor Superior

Dr. Michael LaitmanPergunta: É possível tocar a música dos mundos espirituais (superiores) para estudantes de música para que eles possam tentar atrair o seu efeito sobre eles?

Resposta: Eu acredito que você possa inclusive tocá-la para as crianças.

Pergunta: Essas músicas devem ser adaptadas para escolas de música?

Resposta: Eu acho que é essencial! Nós devemos oferecer essa música para pessoas de todas as idades e também para grandes orquestras sinfônicas. Já tivemos essas experiências.

A música Hine Kahomer (Como a Matéria) nos diz que nós somos como a matéria nas mãos do “escultor superior” que nos controla, levando em conta todos os nossos desejos e impulsos. Ele nos leva a Sua meta de acordo com o nosso desejo de segui-la por nós mesmos, e ao mesmo tempo nos corrige.

Ao ensinar uma criança pequena a andar nós a dirigimos e apoiamos, e ao mesmo tempo a obrigamos a fazer algum esforço de sua parte e a superar seus medos. Ela se levanta e chora e não sabe o que fazer, até que finalmente decide fazer um movimento desajeitado e cai. Nós a pegamos e colocamos de volta em pé e de novo a forçamos a se mover.

É assim como a força superior nos gerencia. Se quisermos iniciar a ascensão espiritual, começamos a sentir como Ele nos apoia (assim como apoiamos uma criança) na medida em que queremos de bom grado fazer um movimento em direção a Ele, e, ao mesmo tempo, Ele nos empurra um pouco e nos deixa em paz, para que, superando o medo, demos um passo à frente.

Mas há o sentimento de grande amor em tudo isso! Apesar de termos um pouco de medo e não entendermos, nós aprendemos assim, e num mundo paralelo realmente executamos as mesmas ações, mas em vez de esforços físicos fazemos esforços mentais. É isso o que a música Hine Kahomer aborda.

Por outro lado, essa música é alegre, porque eu estou contente em descobrir que sou como a matéria na mão do escultor, como um timão na mão do capitão. Eu me sinto bem por não ser apenas um animal governado pelo Alto, que não sabe para onde está indo.

Duas forças, uma positiva e uma negativa, nos governam como rédeas da direita e da esquerda, puxando-nos para o que sente prazer e repelindo-nos para aquilo que é desagradável. Mas eu sei o que desejar ao usá-las. Quando eu as coloco uma contra a outra, eu percebo a força positiva como negativa e a força negativa como positiva e posso mudar a mim mesmo.

Usando as ferramentas que me foram dadas, o coração ea mente, eu posso entender e perceber a Providência superior, e apesar de eu ser como um timão, como rédeas nas mãos da força superior, eu posso estar numa determinada relação com Ele, num pacto, e, assim, mover-me conscientemente em direção ao objetivo desejado.

Por enquanto eu ainda não entendo isso, como uma criança que é colocada em pé e não sabe o que precisa fazer. Mas nós entendemos que temos que ouvir esta força e tentar cumprir Suas ordens corretamente, e, além disso, não é de forma física, mas de forma consciente, ou seja, constantemente tentando encontrar significado em Suas ações. Então, vamos crescer espiritualmente.

De KabTV “Conversas com Michael Laitman” 09/02/14

Comente