Uma Praga Espiritual

Pergunta: Todos os dias nós trazemos nosso desejo para a aula da manhã e, especialmente, durante o estudo do Zohar. Como podemos reunir e aumentar a nossa demanda, o nosso pedido ao Criador, durante a aula, de modo a não nos concentrarmos no quadro descrito, mas ver acima dele?

Resposta: Claro, não devemos nos concentrar nas imagens que são descritas, mas devemos vir para a aula com as impressões que temos acumulado durante o dia:

  • Até que ponto eu consegui superar o meu apego à minha percepção rígida por pensar que eu doo às pessoas e que elas doam a mim;
  • Em que medida eu tentei sentir o Criador em tudo isso, e que tudo decorre Dele;
  • Em que medida eu tentei ver apenas o lado positivo em tudo para que eu possa avançar espiritualmente, apesar de diferentes sentimentos negativos, impaciência, interrupções e raiva;
  • Em que medida eu tentei direcionar tudo para a importância da conexão com o grupo, a fim de encontrar a conexão com o Criador.

Eu tenho que trazer todas as impressões e experiências que eu acumulo para a reunião com o grupo, e durante a aula, tentar concentrar todos os meus esforços na unidade com o Criador, através dos amigos, o que significa sentir o corpo espiritual que está no meio de nós, entre eu e os amigos.

Se eu não tiver acumulado potencial negativo, não tenho nada para trazer para a aula. Eu preciso vir para a aula, como para um evento especial, em que eu corrijo o que eu não podia fazer por mim mesmo, sem a conexão com os amigos, sem abrir o livro do Zohar com eles, e receber através dele a luz que cola e nos solda juntos.

É porque eu tentei fazê-lo sem a conexão física com os amigos, sem a leitura do Zohar juntamente com eles, mas não tive sucesso! Ou eu poderia ter conseguido um pouco, mas só para saber que me falta ainda a participação deles e então eu tenho que vir para as aulas. Eu não vim porque sou forçado ou sou obrigado, mas porque eu anseio fazê-lo. Eu me preparei para isso.

Pode parecer que eu fale sobre algum estado ideal, mas temos que aspirar a isso. É claro que se eu vir para a aula assim, terei muitas expectativas com isto; eu vou tremer e ter medo de perder esta oportunidade. Isto é o que temos que alcançar e nós podemos fazer isto apenas na forma de um vírus, ao infectarmos um ao outro por ele. Se este é o espírito entre os amigos, a pessoa verá como tudo funciona para ela e como ela tem êxito em tudo que faz.

Da Discussão numa Refeição no Congresso em Toronto, 8/4/14

Comente