O Segredo Essencial Dos Judeus, Parte 19

Do livro: O Segredo Essencial Dos Judeus, M. Brushtein

“Princípios Fundamentais da Teoria Integral”

De Volta Ao Socialismo

“Quando o povo de Israel estava no Monte Sinai, a disponibilidade (ou seja, a capacidade) e poder para disseminar valores espirituais já eram inerentes à suas almas. “(Da’at Tevunot, Ramchal)

Não Houve Socialismo

Descobrimos que as pessoas são seres sociais desde o nascimento. Vemos também que ao longo da história, as pessoas fazem apenas uma coisa: tentar unir-se e conectar-se com o outro. Além disso, consciente ou inconscientemente, nós agradecemos àqueles que contribuem para a unificação, mesmo conquistadores cruéis.

Uma pergunta razoável surge: “Por que ainda não estamos unidos?”

Obviamente, há uma razão, e a razão é grave. Talvez, por esta razão, todas as idéias “unificadoras” falham. Anteriormente, era o socialismo; hoje, a União Européia está à beira do colapso.

Realmente, porque o socialismo não acontece? Afinal de contas, muitas pessoas, não só os bolcheviques, entenderam e aceitaram a idéia socialista.

“Se na Europa existem amigos da justiça, eles devem, respeitosamente, curvar-se diante dessa revolução, que pela primeira vez na história da humanidade tem tentado estabelecer o poder do povo, agindo em interesse do povo. Nascido em privação, cresceu entre a fome e a guerra, o governo soviético ainda não tinha concluído o projeto de seu vasto e ainda não realizou um reino de justiça. Mas, pelo menos, tinha estabelecido suas bases “(Anatole France [1844-1924] – Francês poeta, jornalista e romancista).

O que quer que tenha acontecido depois da Revolução, e não importa como as pessoas relacionam-se a isto, mas mesmo de volta em meados da década de 80 do século passado, nada sugere que o socialismo estava condenado.

“O socialismo desenvolvido da URSS é caracterizado pelas forças altamente produtivas, proporcionando uma mudança significativa na economia, no sentido de uma satisfação cada vez mais completa de diversas necessidades culturais e materiais das pessoas.

“Integridade e dinamismo orgânico do sistema social, que se baseia na transformação da união entre a classe operária e camponesa, na união de todos os trabalhadores, do trabalho físico e mental, estabelece uma historicamente nova comunidade social e internacional – o povo soviético”. (Dicionário Acadêmico)

Você vê que até mesmo uma comunidade, desconhecida até então, foi formada. E de repente, como por uma onda de varinha mágica, tudo mudou. O dicionário que recentemente elogiou o socialismo como uma grande conquista, agora, com raiva, denuncia-o.

“Ele (o socialismo) era monstruoso mesmo no seu nascimento, na luta para transformar a propriedade privada em pública. Com a sua expropriação de todas as classes de proprietários – não só os capitalistas, mas de toda a massa de proprietários – trabalhadores: camponeses, artesãos, comerciantes, profissionais liberais e trabalhadores independentes – que incluem a grande maioria da população”.

“Dominância organizada de uma classe sobre todas as outras, extremo centralismo, o terror, o trabalho forçado, o poder total do Estado, o partido único, uma disciplina de ferro, de controle da dissidência – esta não é uma lista completa das ferramentas que o socialismo adotou para atingir seus objetivos”. (Dicionário Acadêmico)

Eu não quero dizer nada sobre os filósofos, mas o próprio fato, estes dizeres diametralmente opostos, fazem-nos ponderar. A questão é: como eles podem ser confiáveis?

​​É interessante notar que o socialismo, mais do que qualquer outro sistema, está correlacionado com os judeus. Na maioria das vezes, eles são acusados ​​por isto, e não importa se para o estabelecimento deste regime ou para o seu colapso.

“Os judeus eram, são e serão culpados por tudo. E todos eles são culpados. Mesmo aquele que está apenas para nascer…

Os judeus são os culpados pelo estabelecimento do poder soviético; eles também são responsáveis ​​por arruinar o regime soviético. Os judeus que estão deixando o país são os culpados pela sua saída, quem ficar, por ficar…”

Comente