O Segredo Essencial Dos Judeus, Parte 11

Do livro: O Segredo Essencial dos Judeus, M. Brushtein.

Princípios Fundamentais da Teoria Integral

Vamos resumir. A humanidade conscientemente, mas involuntariamente, está se movendo em direção à unidade. O retorno a algum tipo de ideia socialista, o crescimento contínuo das redes sociais, a emergência da União Europeia, as novas empresas transnacionais e outras tendências semelhantes apontam claramente para esse fato. Ao mesmo tempo, nós entendemos que a unificação, como é chamada, exige sacrifício.

No entanto, a coisa mais impressionante é que muitos inconscientemente esperam que os judeus resolvam essa difícil tarefa.

“Os judeus são enviados como um catalisador para a vida social, um catalisador de condução”. (Aleksandr I. Solzhenitsyn)

A não participação nestes processos não é ignorada, visto que o povo judeu está diretamente associado com o bem-estar do mundo.

“Se Israel deve desaparecer em prol do bem-estar do resto do mundo, eu não vou protestar contra a destruição do Estado judeu”. (Dr. Michael Laitman)

Como nós lembramos, a “questão judaica”, começou com Abraão. Ele conseguiu criar uma nação com princípios sociais aparentemente irracionais. Se esses princípios não derivassem das leis da natureza, o povo judeu teria desaparecido a muito tempo, e, como se sabe, isso não aconteceu.

Para fazer esta descoberta, Abraão tinha que saber e entender completamente a natureza do homem. Eu me pergunto o que sabemos sobre o ser humano, ou seja, nós mesmos? Ainda assim, 3800 anos se passaram desde o tempo de Abraão.

Isto é o que está escrito no dicionário.

“O ser humano apareceu na Terra durante o longo e irregular processo evolutivo – anthropogenes, muitos estágios dos quais não são totalmente claros”.

Estes são os tempos. Essa definição deixa claro que a origem do homem não é clara. Não surpreendentemente, um livro contemporâneo trata o assunto da seguinte forma:

“Na base da compreensão científica moderna das origens humanas está o conceito segundo o qual os seres humanos se originaram do mundo animal”. (Biologia Geral, Grau 10-11. A. Kamensky et al 2005, p. 267)

Outro livro texto mais recente escreve exatamente o contrário:

“É perfeitamente legítimo concluir que os macacos sempre foram macacos e os seres humanos eram seres humanos! O ser humano não se originou de um animal.

“Estudos mostram que ele apareceu na Terra em sua forma humana”. (Biologia Geral. Grau 10-11. Editado pelo acadêmico YP Altukhov, 2012, p. 264)

Por mais que o ser humano seja desenvolvido, ele é limitado. Ele fala sobre o Big Bang, mas mal sabe sobre si mesmo.

Como podemos comparar algum conceito apontado em um livro com alguns estudos invocadas pelo oponente?

Mas não há muito tempo tudo era simples e claro. Tínhamos certeza de que sabíamos de tudo ou quase tudo. Pelo menos estávamos absolutamente certos das coisas básicas, os fundamentos.

“A vida é o modo de existência de corpos de proteína, cujo elemento essencial consiste na troca metabólica contínua com o ambiente natural fora deles, e que acaba com a cessação deste metabolismo, provocando a decomposição da proteína”. (Frederick Engels, Dialética da Natureza. 1883)

“Portanto, nós temos que admitir que não podemos dar uma definição precisa do que é a vida e não podemos dizer como e quando ela se originou. Tudo o que podemos fazer – é listar e descrever as características da matéria viva, que a distingue da não viva”. (Biologia, Ed R. Soper Mir, 2004, vol 1, p 10)

É difícil dizer quais informações sobre o ser humano Abraão tinha no início de sua busca. Parece que ele não estava numa situação melhor do que nós. De qualquer forma, Abraão trouxe este estudo para um fim. Nós devemos seguir o seu exemplo.

Material Relacionado:
O Segredo Essencial Dos Judeus, Parte 9
O Segredo Essencial Dos Judeus, Parte 10
A Hora De Agir Como Um Homem Com Um Coração

Comente