O Povo Da Ideia

A People Of The IdeaA história nos diz que nosso povo se reuniu em torno da Ideia. Não em torno do rio, nem em torno de alguma área, mas em torno da Ideia. Nós podemos nos ressentir, resistir e gritar que queremos ser como todo mundo. Nada virá disso. Não vamos ser como todo mundo, porque justamente a Ideia determina o que devemos ser.

Esta ideia foi apresentada por Abraão 3800 anos atrás, numa Babilônia fragmentada e dilacerada pela discórdia. Isso não era certo filosofar ou adivinhação. A lei que rege o mundo foi revelada a Abraão.

Então, tudo era “governado” por ídolos. Cada fenômeno natural tinha seu deus. E Abraão disse: “Nós os adoramos em vão. Não são os ídolos que governam o mundo. Há uma Única Lei. A Lei da Natureza. A Lei do Equilíbrio. A Lei da Unidade. A Lei do Amor infinito. Nós existimos em seu interior. Ela nos cobre como uma mãe cobre uma criança. Se correspondermos a ela, vamos prosperar. Se não correspondermos a ela, vamos sofrer”.

De toda a Babilônia, apenas alguns milhares de inidvíduos ouviram Abraão. Eles o seguiram em busca da felicidade.

Assim o povo de Israel nasceu. “Ama o teu próximo como a ti mesmo” foi a base desta nação. A unidade se tornou a sua raiz.

Do livreto, “Tempo de Agir”

Comente