Captar Os Sinais Do Criador

Dr. Michael LaitmanPergunta: Quando as diferenças de opinião aparecem num grupo, isso se estende a todos de uma só vez. Para resolver o problema do confronto, representantes de ambos os lados se reúnem num pequeno grupo e chegam a um acordo e unificação. Como é possível estender essa união a todos?

Resposta: Eu acho que é necessário organizar um círculo partilhado em que todos se sentam juntos, e o grupo iniciador aparece como a força de paz que tenta unir todos eles.

Mesmo com pessoas diferentes, entre grandes clãs familiares, costuma-se reunir antigos inimigos que entendem que é necessário se unir. Eles se conciliam, chegam a um acordo, e após isso, convidam a todos para um grande círculo, onde discutem tudo isso e provam a necessidade de se elevar acima de todas as diferenças de opinião anteriores. Esta é a posição correta.

Nós dissemos que o Criador quer estabelecer uma conexão conosco. Ele coloca entre nós e Ele todo este mundo e retrata em nossas emoções e pensamentos todos os tipos de símbolos e imagens para que possamos começar a entender Sua linguagem. Não devemos esquecer isso!

O grupo deve perceber tudo o que está fora do âmbito da conexão comum, do amor compartilhado, do acordo comum, da unidade, tudo isso que vem da Luz pode ser chamado de espiritualidade; nós podemos nos relacionar com tudo isso, com a toda a falta de foco que Ele nos dá, como sinais do Criador que nos foram dados para que possamos voltar para o todo único no qual nos dissolvemos completamente: emocional, mental e intelectualmente, complementando um ao outro o tempo todo.

Desta forma, em última análise, vamos encontrar uma linguagem comum com Ele, e impressões e entendimentos constantemente se acumularão em nós.

Imagine como uma criança percebe o mundo que é totalmente desconhecido para ela: sem saber nada, sem compreender, sem ter quaisquer sentimentos e emoções! Ela o agarra e, gradualmente, o mundo se acumula dentro dela: fundamentado, misturado e constantemente renovado o tempo todo, e a criança começa a entendê-lo. Isso significa que sua mente se formata no caminho certo.

O coração e a mente começam a entender como trabalhar com a realidade em que ela se encontra. Afinal, ela pode se encontrar numa realidade que existia dois ou três mil anos atrás, ou na realidade de hoje, ou pode ser a realidade que vai existir daqui a cem ou duzentos anos.

Assim, a criança só tem que ansiar em perceber o mundo real de uma forma como esta: com a boca aberta! Nós também precisamos fazer a mesma coisa em relação ao mundo espiritual, de acordo com as leis que os Cabalistas descreveram para nós. Em outras palavras, nós nos descobrimos nele, e pronto!

Eu tenho que estar em unidade e amor mútuo o tempo todo. Isso significa que eu descubro os meus sentidos espirituais. No entanto, se os meus sentidos não são como esses, isso significa que eles não são espirituais. Eu não percebo este mundo. Eu tenho que mudar a mim mesmo, para me relacionar de forma criativa com todos os problemas que possam surgir.

Da Convenção em Sochi 14/07/14, Lição 4

Comente