O Último Aviso Dos Cabalistas

Dr. Michael LaitmanPergunta: Será que a operação militar em Gaza para impedir o disparo contra Israel ajuda? Nós sempre começamos esta operação, mas nunca vamos até o fim. Talvez agora seja finalmente tempo de completá-la?

Resposta: Quando eu vim para Israel há mais de quarenta anos, havia uma canção popular: “Eu prometo a você, minha menina, é a última guerra”. Eu até pensava nisso como ingênuo. Será que as pessoas não entendem o que é a última guerra?

Nunca houve tal guerra na história humana; ainda temos que alcançá-la. A última guerra é a que concluímos com o estado perfeito. Mas será que é possível alcançar a perfeição por ações militares destrutivas? Todo mundo sabe que uma operação militar não pode levar à paz.

Além disso, o adversário tem que justificar a sua própria morte. Eles estão prontos para morrer, e mesmo desejam fazer isso! Eles abençoam a morte. Uma mãe não chora sobre um filho morto! Porque ela acredita que ele vai imediatamente para o céu. É possível lutar contra tal ideologia e alcançar o sucesso por uma ação militar?

Como resultado, nós gastamos muito dinheiro, ficamos nervosos, muito mais pessoas vão deixar o país, e nada vai mudar. Tudo vai permanecer até a próxima vez, que pode ser muito em breve.

Nós não estamos diante de um inimigo externo, mas diante do nosso inimigo interno. Todas estas organizações terroristas não são os nossos verdadeiros inimigos, mas apenas marionetes. É dito: “O coração dos ministros e reis estão nas mãos do Criador”. Somos nós que ativamos os terroristas por nossas boas ou más ações.

Pergunta: Como podemos mudar do inimigo externo para o interno? O inimigo externo é evidente: há uma lista de terroristas e a organização que os administra é conhecida.

Resposta: Isso não se limita apenas ao Hamas. No Iraque, há organizações terroristas muito piores do Hamas que estão esperando a sua vez para fazer a guerra contra nós.

Em geral, o mundo inteiro está contra nós: olhe o que está acontecendo na Europa, nos Estados Unidos. É claro que há um problema global nos qual nós estamos no centro, e precisamos resolvê-lo. A ciência da Cabalá fala sobre a estrutura do mundo e explica por que isso é assim.

A humanidade em seu desenvolvimento deve atingir certa forma, e ela só pode alcançá-la sob a condição de que o povo de Israel a tome sobre si mesmo para ser um líder no processo de correção. Mas ele não quer ser um líder e foge disso. Ele quer ser como todas as outras nações, mas não tem permissão de viver desta forma.

É ingênuo acreditar que podemos conseguir alguma coisa através de ações externas. Contra quem estamos lutando? Nós estamos nos aproximando de um estado onde não teremos um único aliado. Europa e Rússia já não nos apoiam, e, mais recentemente, os Estados Unidos deixaram de nos apoiar.

Vamos ser deixados sozinho, sem aliados. Através da misericórdia superior, nós estamos autorizados a resistir por algum tempo, mas isso é tudo. Assim, é impossível continuar se não mudarmos para o verdadeiro caminho ao longo do qual iremos em direção à correção, sem tentar vencer por nossas próprias forças, mas usando as forças da natureza e sua disposição correta.

A sabedoria da Cabalá tem falado sobre isso por um longo tempo. Baal Há Sulam começou a gritar sobre isso há cem anos, alertando para os perigos da Segunda Guerra Mundial e do Holocausto. Mas ninguém ouviu. Eu espero que finalmente sejamos ouvidos.

De KabTV “A Missão do Povo de Israel” 08/07/14

Comente