O Império Norte-americano Está Chegando Ao Fim

Dr. Michael LaitmanOpinião (William Blum, autor americano, historiador e crítico da política externa dos EUA): “O historiador que narra o Império dos EUA, William Blum, emitiu seu 130º Relatório Anti-Império esta semana. Nele, ele observa que os EUA, de longe, é visto pelas pessoas do mundo como ‘a maior ameaça à paz no mundo de hoje’, com 24%, tendo essa visão. Apenas 2% consideram a Rússia como uma ameaça, e 6% veem a China.

“Isso não deve ser uma surpresa, já que grande parte do mundo tem sido bombardeado, teve seu governo democraticamente escolhido derrubado e foi ocupado pelos Estados Unidos. Blum segue estas intervenções de perto e relatou que desde o fim da II Guerra Mundial, os Estados Unidos têm:

Tentou derrubar mais de 50 governos estrangeiros, a maioria dos quais eram democraticamente eleitos.

Lançou bombas sobre as pessoas de mais de 30 países.

Tentou assassinar mais de 50 líderes estrangeiros.

Tentou suprimir um movimento populista ou nacionalista em 20 países.

Grosseiramente interferiu em eleições democráticas em pelo menos 30 países, de acordo com o Capítulo 18 do seu livro ‘Estado Trapaceiro: Um guia para a única superpotência do mundo’. …

“Os EUA estão envolvidos em disputas militares em todo o mundo, conflitos que poderiam levar a uma guerra muito mais ampla. O papel dos EUA parece encorajar a violência, em vez de minimizá-la; para intervir, ao invés de permitir que as pessoas no país ou região resolvam disputas. A amplitude do Império é dispendiosa em termos financeiros e humanos, bem como com respeito aos Estados Unidos e seu povo. Será que o império norte-americano se espalhou de forma tão tênue no momento de uma economia em dificuldades que este é um momento em que as pessoas podem se unir e construir um movimento para terminar o Império? …

“O povo dos Estados Unidos não apoia mais a guerra e as pessoas do mundo estão se rebelando contra o governo dos EUA. As pessoas estão finalmente começando a se mobilizar para colocar um fim no militarismo e o Império dos EUA”.

Meu Comentário: Sem dúvida, no final, nós nos tornaremos mais inclinados à mesma opinião, sentindo a pressão norte-americana sem princípios sobre nós mesmos. Tudo correu bem até que os EUA chegaram a Israel, mas a sua oposição a Israel marcará o início de seu fim.

Afinal, Israel tem uma missão no mundo: levar o mundo à conexão boa e unificada e, portanto, elevá-lo ao próximo nível de existência. Israel só agora está começando a implementar esta missão. Substituir Israel neste momento é uma ajuda em direção ao detrimento; os EUA estão indo para uma queda sem fim.

Comente