Uma Abordagem Entre Facções

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, A Nação: Este jornal, A Nação, é uma nova criatura na rua judaica, um jornal “entre facções”. E você pode perguntar: “O que significa um jornal ‘entre facções’? Como pode haver um jornal que possa servir a todos os partidos juntos, apesar da oposição e os contrastes entre eles?”.

Na verdade, é uma espécie de criação que nasceu em apuros, por meio de duras e terríveis dores do parto, dentre o veneno do ódio que atingiu as nações para nos destruir de sobre a face da Terra, a destruição de milhões de nossos irmãos, e elas ainda estão dispostas a continuar.

Nós vemos que o mesmo ocorre hoje. Nosso movimento age pela conexão de todo o país e de todo o mundo, para que todos sejam como um todo, como um só homem em um só coração. Nós temos que dar o exemplo e nos dedicarmos a servir as pessoas e o mundo. Portanto, não pertencemos a nenhum partido ou movimento político, mas, na verdade, estamos entre todos, acima de todas as diferenças.

Afinal, as diferenças derivam da mente humana que quer executar correções de uma forma ou de outra. Mesmo que todo mundo aja com boas intenções, ainda é apenas de acordo com a compreensão de cada um. Nós, por outro lado, não agimos de acordo com nosso desejo, mas de acordo com o desejo do superior, que aprendemos com a sabedoria superior, com a sabedoria da Cabalá, a sabedoria da verdade.

Assim, a nossa abordagem é entre facções e é adequada para todos os fluxos e movimentos. Nós estamos prontos para trabalhar com qualquer um que esteja pronto para se conectar a nós, mas se nós sentimos que há separação em algum lugar, nós imediatamente deixamos esse movimento e nos afastamos.

O nosso trabalho é importante, a fim de trazer a ideia da conexão a todos. Nós estamos prontos para nos juntar a qualquer um, não importa quem. Mas, é claro, tem que haver uma conexão que leve à correção do mundo e não uma conexão de ímpios que cause dano a todo o mundo.

Baal HaSulam chamou seu jornal de A Nação (Ha Uma – também traduzido como O Povo), um jornal entre facções, que foi publicado pela primeira vez em 1940, e podemos dizer o mesmo sobre os panfletos que estamos publicando agora um após o outro para todos os diferentes níveis da sociedade. Tudo isso está acima de qualquer disputa entre facções ou conflitos.

Tal como acontece com nossas experiências passadas na história, se uma nação irrompe em nós, nós encontramos o seu substituto em outra.

No entanto, agora as coisas são muito diferentes. Não só somos atacados em todas as partes da terra de uma só vez, mas até mesmo as nações mais avançadas têm trancado as portas para nós, sem qualquer sentimento de piedade ou compaixão, e de uma forma tão cruel, sem precedentes em toda a história humana, mesmo nos tempos mais bárbaros.

Baal HaSulam escreveu que nós chegamos a um estado em que temos que causar imediatamente uma mudança nas nações do mundo pela conexão entre nós. Caso contrário, as coisas vão ser muito ruins para nós e para o mundo todo. Baal HaSulam escreveu sobre isso em 1940. Depois, o jornal foi fechado por causa de denúncias que vieram do público religioso. Suas inclinações e suas tentativas de conectar as pessoas e amenizar a situação não tiveram sucesso, e o resultado foi o holocausto.

Da 5ª parte da Lição Diária de Cabalá 19/06/14, Escritos do Baal HaSulam

Comente