Estudo Mostra Que Casais Sem Filhos São Mais Felizes

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (do The Telegraph): “Um estudo da Open University descobriu que, quando as pessoas eram convidadas a avaliar a qualidade de sua relação, aquelas sem filhos surgiram como as mais felizes em geral.

“Durante séculos, ter filhos foi sustentado por muitos como a melhor fonte de realização e significado na vida.

“No entanto, de acordo com um dos maiores estudos já realizados em relacionamentos da Grã-Bretanha, casais sem filhos têm casamentos mais felizes.

“O projeto descobriu que as pessoas sem filhos são mais satisfeitas com seus relacionamentos e mais propensas a se sentir valorizadas por seu parceiro do que casais com filhos.

“O estudo, pela Open University, envolveu entrevistas e pesquisas com mais de 5.000 pessoas de todas as idades, status e orientações sexuais.

“Quando as pessoas foram convidadas a avaliar a qualidade de sua relação, aquelas sem filhos surgiram como as mais felizes em geral.

“Para homens e mulheres, aqueles que não tinham filhos classificaram melhor a qualidade de sua relação do que aqueles que tinham. Eles também fizeram muito mais para ‘manter’ a sua relação, como ter tempo para sairem juntos ou conversar, do que aqueles com filhos.

“No entanto, quando solicitados a classificar como estavam felizes com suas vidas, em geral, houve uma divisão de gênero. As mães eram mais felizes em geral do que qualquer outro grupo, enquanto que as mulheres sem filhos eram as menos felizes. Por outro lado os homens com filhos surgiram ligeiramente menos felizes do que aqueles sem”.

Meu Comentário: Nunca antes as pessoas ponderaram a necessidade de casamento e filhos. Isso sempre foi dado como certo. O egoísmo aumentado desencadeou uma atitude crítica à instituição da família, ao casamento e à procriação. Agora nós estamos num período de transição e não é possível resolver nada.

Mas, em breve, nós vamos ficar sóbrios e tomar as decisões necessárias quanto aos golpes que a vida nos impõe para subir acima do nosso egoísmo, para começar a olhar por cima dele, e sobre o significado da nossa existência.

Claro que para a nossa atual existência, realmente não vale a pena viver. Mas, vale a pena viver por causa da revelação do Criador e da vida eterna, que é perfeita, mesmo nesta vida.

Comente