Purificação Do Pecado

Dr. Michael LaitmanA Torá, “Levítico” (Tzav), 06:24-06:25: E o Senhor falou a Moisés, dizendo: “Fala a Aarão e a seus filhos a lei da oferta pelo pecado: o animal da oferta pelo pecado será morto perante o Senhor no local onde é sacrificado o holocausto; é uma oferta santíssima”.

O pecado é o estado de estar submerso no ego. Se eu estou mais perto de mim mesmo do que de alguém isso já é um pecado. Por isso, é geralmente difícil não pecar.

Portanto, nós temos que corrigir o desejo em que eu quero desfrutar antes de dar prazer aos outros. Isso é chamado de uma oferta (Korban), que em hebraico deriva da raiz “se aproximar” (Karov), aproximar o nosso desejo do atributo de doação. Uma oferta é a parte do meu ego que eu posso sacrificar a fim de doar aos outros e amá-los.

O nosso papel e o papel da humanidade é perceber, entender e sentir que o ego é ruim, porque não há nada mais do que isso. Porém, nós nos referimos ao ego que não nos permite conectar com outras pessoas e não as inclinações e cálculos pessoais que cada pessoa tem, que nada têm a ver com a Torá. A Torá é o encontro dos desejos ao redor do Monte Sinai, ao redor do ódio mútuo que sentimos um em relação ao outro, que começa com uma pequena coisa, por estar mais perto de mim do que de você.

Tudo se resume à revelação no egoísmo. A fórmula é muito simples: “Eu criei a inclinação ao mal, Eu criei a Torá como tempero”, uma vez que a Luz nela reforma. É porque a Luz da Torá nos traz de volta à fonte, ao Criador, ao atributo de doação e amor.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 10/12/13

Comente