Proximidade E Distância Espiritual

Dr. Michael LaitmanA Torá, “Levítico” 5:2-5:3: Ou, quando alguém tocar em alguma coisa imunda, seja corpo morto de fera imunda, seja corpo morto de animal imundo, seja corpo morto de réptil imundo, ainda que não soubesse, contudo será ele imundo e culpado. Ou, quando ele tocar a imundícia de um homem, seja qualquer que for a sua imundícia, com que se faça imundo, e lhe for oculto, e o souber depois, será culpado.

Tocar simboliza proximidade e contato. No mundo espiritual, a proximidade entre dois estados ocorre de acordo com o grau de atributos compatíveis. Contato é quando há pelo menos uma parte semelhante entre dois estados ou objetos espirituais, o que significa compartilhar um atributo comum, e então eles estão em contato.

Mas essa proximidade pode ser um grande problema. A questão é que há o egoísmo absoluto e o altruísmo absoluto. Se o altruísmo é corrompido de alguma forma, ele começa a se aproximar do egoísmo, embora haja certa distância entre eles. Se o altruísmo consegue se sustentar num estado normal e executa ações de amor e doação, o ego não impede isso, uma vez que o altruísmo coloca-o sob a sua restrição (Tzimtzum).

Mas se o altruísmo enfraquece, ele começa a se aproximar do ego no espaço espiritual. Então, um ponto de contato é formado entre eles, o que significa que um atributo similar ao egoísmo surgiu no altruísmo, e os dois se conectam. As intenções egoístas podem se derramar através deste atributo comum e a pessoa sequer sente o que está acontecendo com ela.

Portanto, a Torá diz que uma pessoa não pode esquecer o que acontece com ela. Deve haver um desprendimento, uma distância entre os diferentes atributos egoístas e o altruísmo. Consequentemente, nós precisamos realizar uma correção, a fim de separá-los novamente, o que significa queimar os atributos egoístas, enterrá-los ou jogá-los fora do acampamento, o que significa fora das fronteiras da nossa unidade. Há instruções muito claras sobre como separar o ego internamente e nos proteger dele.

Comentário: Em nosso mundo, uma pessoa geralmente não consegue resistir ao contato com o ego, não importa qual juramento ela faça. Ela pode jurar, por exemplo, manter-se limpa e não receber um suborno, e de repente cair.

Resposta: Ninguém pode estar absolutamente limpo. Eu não estou tentando proteger ninguém, mas é dito: “Não confie em si mesmo até o dia de morrer”, o que significa até a morte do seu ego. Mas nós devemos fazer tudo o que coincide com as leis espirituais e, assim, você pode se proteger. A principal coisa é que o grupo, a sociedade em que você está, pode protegê-lo.

O grupo em si só pode guardar e protege-lo nas relações mútuas, uma vez que ele se conecta internamente com a ajuda da força superior, a força geral que todo mundo descobre em sua atitude para com o outro, trabalhando para os outros.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 27/11/13

Comente