Nossos Filhos Estão Crescendo Com Um Complexo de Órfão

Dr. Michael LaitmanOpinião (Olga Makhovskaya, PhD, Instituto de Psicologia da Academia Russa de Ciências, Fellow dos programas científicos internacionais na Rússia, EUA e França, autora de best-seller para pais): “Apesar do fato de que formalmente o padrão de vida cresce, sua qualidade não é aumentada. Tal regulamento ‘órfão’, que prevê que a criança seja sustentada e tenha roupas, continua a ser a principal referência. Do ponto de vista da psicologia, é a tarefa mínima. A criança torna-se primeiramente um gasto.

“Portanto, muitas crianças crescem com um complexo de órfão, emocionalmente com fome. A infância em si tornou-se mais longa. Dando à luz filhos, nós pensamos que a principal coisa é levá-los até os 18 anos. Mas agora a adolescência é adiada até 25-27 anos. A emancipação das crianças agora é provocada principalmente pelos pais – nós começamos a ‘empurrá-los para fora’ do ninho…

Meu Comentário: Anteriormente, a família era um ambiente “natural”, com os avós, jogos no quintal, caminhadas e proximidade com a natureza. No século XX, nos separamos da natureza e da família. No século XXI, estamos confusos e perdemos nossas referências.

Afinal de contas, a família é algo muito natural, na medida em que se formou por si só. É necessário construir um novo formato de família e sociedade em um novo nível, onde tudo é construído a partir da união com e em similaridade com a natureza.

Comente