Não Há Nada Pior Do Que O Vazio

Dr. Michael LaitmanPergunta: Como resultado da evolução natural, o desejo da humanidade muda internamente; ela gradualmente perde o interesse na aquisição materialista. Quais são os sinais de que temos que começar a cumprir o nosso papel na humanidade?

Resposta: Você pode ver isso de acordo com o sentimento de vazio e a incapacidade de nos satisfazermos. A pessoa começa a perguntar sobre o sentido da vida porque ela não quer ter uma existência animal.

Antes ela achava sentido na vida através de aquisições materiais e estava preparada para trabalhar mais a fim de comprar algo e depois comprar mais e mais. Mas hoje ela realmente não quer isso. Isso não traz satisfação. Parece que o homem perdeu o sabor da vida. E isso acontece de modo que ele descubra o verdadeiro sabor da vida.

Tudo o que existia, não é mais apropriado, e o novo ainda não apareceu. Mas o ser humano, por si só, é incapaz de encontrar esta nova realização, e, portanto, ele deve passar por grandes e difíceis problemas, porque é incapaz de viver sem prazer. E se ele se desesperar, vai ficar louco.

Este é um ponto crítico a partir do qual guerras e crises poderiam se desenvolver. A partir de um sentimento de impotência, a pessoa é capaz de realizar todos os tipos de atos loucos, mas o principal é acalmar a sensação de vazio.

Não há nada pior do que um lugar vazio. Se não houver amor, haverá a necessidade de preenchê-lo com ódio. Portanto, nós devemos explicar às pessoas de onde vem isso e por que, e como é possível melhorar e corrigir a situação. Nós precisamos organizar as pessoas, começar a conectá-las, para mostrar-lhes que é possível superar esse vazio, que os medicamentos e tratamentos psicológicos são impotentes contra ele.

O único tratamento que é capaz de ajudar é o nosso sistema de conexão. A pessoa tenta e, de repente, vê que isso realmente dá satisfação.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 04/05/14, Palestra sobre a Unificação da Nação

Comente