A Terra De Israel E O Direito De Assentamento Temporário

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “Herança da Terra”: Israel não voltará à sua terra até que todos estejam num grupo.

Pergunta: Como uma pessoa obtém o desejo de voltar à terra de Israel espiritual?

Resposta: O desejo cresce através das Klipot (cascas). Ele é processado e transformado num desejo chamado Yashar-El (direto ao Criador).

A terra de Israel física não pode dar fruto, ou seja, não pode manter as pessoas se estas não perceberem o propósito da criação. Assim, se o povo judeu abandonar essa área, ninguém pode viver aqui. Mesmo os árabes perto de nós, que têm sido relativamente mais bem sucedidos em comparação com as outras nações Árabes, não serão capazes de continuar sem os judeus.

Em geral, a condição atual é organizada com a expectativa e esperança de que o povo judeu comece a se corrigir e a entrar em conformidade com a terra de Israel. É precisamente esta condição que torna possível que os judeus e os árabes existam aqui nesse meio tempo. Mas se o povo judeu não perceber a sua missão, ele terá que deixar esta terra, independentemente das razões.

E uma vez que as outras nações também não conseguem se manter aqui, esta terra será destruída em guerras, como a Síria é hoje e ainda pior.

Pergunta: O que acontece se uma pessoa quer viver na terra de Israel, mas não é atraída à terra de Israel espiritual?

Resposta: A aspiração de estar na terra de Israel física é pior do que estar fora da terra. Ao invés de estar aqui na terra de Israel física e não corresponder ao conceito de “terra de Israel”, é melhor viver em outro lugar.

Isso não significa que a pessoa deve permanecer no exterior. A ideia é que ela deve se corrigir e estar em sua própria terra de Israel interna, com o desejo Yashar-El (direto ao Criador), por unidade, conexão, amor ao próximo. Em contraste, as pessoas que vivem aqui ainda não estão corrigidas e criam problemas para si mesmas o tempo todo.

Na verdade, ninguém neste mundo, a não ser nós, tem livre escolha, pois nós existimos com duas forças. Nós temos um ego muito maior do que todas as nações do mundo, e temos uma centelha espiritual. Entre essas duas forças, nós podemos escolher qual o caminho a percorrer. As nações do mundo são governadas por um único desejo de receber. O desejo que as atrai é o que as governa.

Portanto, não temos nada a pedir e ninguém a quem pedir. Na verdade, nós não dependemos de pessoas como o secretário de Estado norte americano Kerry ou o presidente Obama. Não há razão para esperar justiça ou verdadeira solidariedade entre eles, uma vez que eles também são governados de Cima. Nós dependemos apenas de manter ou não o programa da criação. Só a conexão entre nós pode melhorar nossa condição.

Por isso, se você quer viver na terra de Israel, você deve saber que, a fim de vir morar aqui, deve mudar a si mesmo de acordo com a terra de Israel. Esta é realmente uma terra única que engole seus habitantes se eles não correspondem à sua essência.

Nesse meio tempo nós estamos vivendo aqui, por assim dizer, pela graça do Elyon (Superior), e isso é simplesmente dado a nós por um tempo, a fim de nos corrigir. De acordo com esse mesmo princípio, depois de sair do Egito, o povo judeu recebeu um “visto de entrada” para a terra de Israel sob a condição de que eles iriam viver “como um homem com um coração”, de acordo com a regra geral: “E amarás o teu amigo como a ti mesmo”.

Só se vivermos em unidade é que teremos o direito de estar aqui. As pessoas receberam quarenta anos no deserto para se preparar para o nível de Bina. Então elas precisavam conquistar esta terra, o que significa que receberam os desejos que precisavam para conquistar. Trabalhar com eles foi muito difícil.

Pergunta: Por que nossos vizinhos também têm um desejo por esta terra?

Resposta: Porque esta terra é bela e boa. De fato, os judeus se desenvolveram aqui. Mas no momento em que eles saírem, ela vai se tornar novamente um terreno baldio.

Assim, as pessoas que querem viver aqui são governadas pelo Criador. E para os judeus, esse desejo é dado de uma forma livre para tornar o desejo deles como o desejo do Criador. Toda a diferença está em nosso livre arbítrio. E as nações se comportam exatamente de acordo com o equilíbrio de forças dentro de nós.

Da 5ª parte da Lição Diária de Cabalá 30/04/14, Escritos do Baal HaSulam

Comente