Da Depressão À Criatividade

Dr. Michael LaitmanPergunta: Suponha que os pais organizem um clube para os seus filhos, onde eles realizam discussões. Mas neste grupo dois dos jovens são filhos problemáticos que estão profundamente deprimidos e podem infectar os outros. O que deve ser feito sobre isso?

Resposta: Se a comunicação entre os jovens ocorre naturalmente, então basta que eles relaxem por meio de canções comoventes em torno de uma fogueira para que não se fechem dentro de si e comecem uma conversa à distância. O que pode ser bom para uma pessoa na vida e o que pode ser ruim? Nossa natureza busca apenas o bem. Mas se estamos fechados, nos devorando, será que estamos nos divertindo? Portanto, por que não escapamos disso?

Que força é essa que existe em mim, que me coloca num estado de desespero, escuridão e vazio o tempo todo? Será que é contra isso que eu tenho que lutar de alguma forma? E se eu lutar, eu vou descobrir tais forças dentro de mim que agem em oposição e que vão me elevar às alturas particulares na arte, literatura, ciência, esportes e assim por diante. Por isso, é necessário aceitar, como uma bênção, tudo o que há numa pessoa, até mesmo o estado mais deprimido que, basicamente, empurra a pessoa para o bem, mas só quando isso não fecha a pessoa dentro de si mesma como um casulo.

Pelo contrário, um estado de insatisfação nos empurra para frente. Por isso, é necessário torná-lo criativo. E isto só é possível com a ajuda do ambiente, onde a pessoa que empurra para frente e outra puxa para trás, e entre elas surge um movimento mútuo. Elas se verificam, inspecionando o movimento geral entre si. Em outras palavras, é necessário apoiar os filhos deprimidos, de modo que sua condição possa ser criativa.

Muitos escritores, compositores e cientistas famosos experimentaram depressão, e para sair dela, eles se ocuparam da criação. Esta foi uma cura para eles, a salvação. Eles deram à humanidade presentes criativos de obras-primas clássicas precisamente graças a seu sucesso em elevar-se acima de sua depressão e usá-la da maneira certa.

Como nós podemos usar criativamente o desespero, as dificuldades, as decepções, e a depressão, que são tão comuns no mundo de hoje que resultam em negligência e descaso por tudo? Afinal de contas, a partir desses estados a próxima condição humana, social, política e nacional vai nascer.

Portanto, é proibido deixar de lado esses estados e considerá-los como algo que não é bom. Pelo contrário, é necessário ansiar em transformar sua forte energia negativa em algo positivo.

De KabTV “Conversas com Michael Laitman” 12/12/13

Comente