Chorar Por Um Coração De Pedra

Dr. Michael LaitmanComentário: Eu estou tentando esclarecer o que a minha oração deve incluir.

Resposta: Orar é trabalhar com o coração. Se você tenta se relacionar corretamente com a realidade, então o que acontece no seu coração é chamado de “oração”. Você não pode planejar orar entre 10:00 e 10:30. Não é possível trabalhar desta forma.

Tudo o que nós experimentamos no fundo do coração é chamado de oração. Nós podemos realizar todos os tipos de ações para influenciar o coração, mas não somos capazes de organizar uma oração nele. Nós só podemos preparar o coração para sentir, e depois essa sensação vai ser uma oração.

O Criador está dentro do seu coração, em sua parte mais central, onde a quarta fase (Behina Dalet) de seu desejo é sentida. A Luz atua desde as profundezas do coração, na quarta fase. Organizar a oração significa realizar uma variedade de atividades em torno do desejo que forma uma impressão nele, amacia-o. No entanto, em última análise, o que acontece com este desejo será chamado de oração.

Nós não somos mestres da oração em si. Às vezes, você realiza imensos esforços para alcançar o coração, mas ele permanece seco e não quer reagir. Você corre e tenta, canta e chora, lê textos emocionais, mas o coração não reage.

Talvez só pareça assim para você, pois quem sabe o que acontece dentro do coração? Nós não sentimos suas profundezas. No entanto, os esforços que você investe trazem muito benefício. A oração mais forte é quando você não sente que o seu coração reage, mesmo que você faça de tudo para mudá-lo. Ele é silencioso e não reage.

Você entende a sua total impotência e sente o verdadeiro coração de pedra dentro de si mesmo que não é mudado de forma alguma. Você pode chorar, correr, saltar, fazer de tudo, ler salmos, orações, artigos do Shamati, sair para olhar para o céu, ser integrado a um grupo, mas o coração continua uma pedra. Porém, especificamente esses esforços para mudá-lo para um coração de carne são os meios mais benéficos. Assim, você receberá uma resposta pelos seus esforços.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 31/03/14O Zohar

Comente