Visões Distorcidas Do Mundo Do Infinito

Dr. Michael LaitmanPergunta: A oração deve ser para a minha conexão com os amigos. Portanto, essa sensação de falta de conexão é a oração?

Resposta: A oração não é o meu sentimento em relação a alguém. Oração significa que eu descubro o que preciso mudar em mim e me volto ao Criador como o meu parceiro, que Ele é maior e o determinante, de modo que Ele irá corrigir meu relacionamento com a criação. Pois no momento que eu vejo alguma coisa ruim, eu O culpo automaticamente. E de forma alguma eu quero acusá-lo.

A correção só é possível porque eu não quero condenar o Criador pelo modo como a criação parece não corrigida e má para mim. Mas isso não significa que eu ou o outro vamos deixar de sofrer e viver melhor, ou o contrário, que alguém vai desaparecer porque seria melhor que algum vilão não vivesse.

Eu não peço pela sua correção, mas apenas pela correção da minha visão. Afinal de contas, eu vejo o mal diante de mim, porque “Todos os que condenam, fazem isso por suas próprias falhas”. Nós precisamos trabalhar neste ponto o tempo todo, para refinar e esclarecê-lo cada vez mais. E quando eu tiver afiado precisamente este ponto de vista do mundo, de repente eu vou ver que o mundo inteiro está em linha e tudo é normal, bom e bonito.

O Criador organiza todo o mundo em completa harmonia e só intencionalmente me mostra algum tipo de mancha desfocada, às vezes aqui, e às vezes lá. Portanto, Ele brinca comigo retratando que há algo distorcido aqui e ali, etc. Mas tudo isso é para que eu possa me fortalecer, e assim toda esta imagem vai parecer ideal.

Há sempre uma imagem, uma imagem do mundo do Infinito, mas eu absorvo esse Infinito em meu sistema egoísta e, portanto, vejo este mundo em seu lugar.

Da Preparação para a Lição Diária de Cabalá 06/03/14

Comente