Uma Missão Partilhada

Dr. Michael LaitmanPergunta: Por que nós precisamos sair ao público? Eles não precisam vir até nós por si mesmos?

Resposta: Como eles vão saber disso se não estivermos envolvidos com a disseminação? Se eu não tivesse aberto um site na Internet em 1996 que falasse sobre a sabedoria da Cabalá, quem teria sabido sobre isso?

E mais tarde, quando o grupo já tinha sido criado, nós organizamos uma viagem aos Estados Unidos e demos palestras em 11 grandes cidades. A partir disso começaram todos os nossos grupos que ainda existem hoje nos Estados Unidos.

Se não sairmos para o público em geral, como as pessoas saberão sobre a ciência da Cabalá e que ela está aberta para a aprendizagem? Se você não divulgar bem seu produto, quem vai saber sobre isso, além de você? Disseminação é a coisa mais essencial.

Se não houver disseminação, é como se o sangue não saísse do coração para o resto dos órgãos. É precisamente por isso que você sai da fonte o tempo todo, do centro, e dissemina aos círculos externos; há uma reação que volta. E se você simplesmente se sentar e esperar, nada vai acontecer.

Todas as transações são baseadas nisso: se você não anunciar o seu produto, ninguém vai comprá-lo. Cinquenta a setenta por cento do preço de um produto é gasto em publicidade. Hoje, não há nenhum problema na produção de qualquer produto, o qual custa centavos hoje. Mas o principal é vendê-lo com sucesso: persuadir que este produto mercesse ser comprado. E 70% do que é pago foi desperdiçado apenas em publicidade.

Se eu simplesmente ficasse em casa, ninguém saberia de mim. No começo eu pensei em fazer isso, pensei que iria me sentar e escrever livros. Mas não havia escolha, o tempo foi convincente. Não é o meu modo de ser viajar a todos os lugares e me apresentar, mas o que você pode fazer? Nós vemos na Torá que tanto Abraão como Moisés não queriam aceitar a sua missão em primeiro lugar. Cada um deles disse diretamente que não queria isso e rejeitou a missão com toda a sua força; porém, sem escolha, eles foram obrigados a aceitá-la.

É assim que devemos tomar o exemplo deles. Nunca alguém quis uma missão como esta, porque você não está indo disseminar algo útil e bom para o ego, e só tem humilhação, espancamentos e problemas com isso. Basta olhar a descrição da vida de Moisés, e isso que ele era o líder do povo. É possível dizer a mesma coisa sobre o rei Davi. Durante toda a sua vida, ele esteve envolvido em guerras.

Não há escolha. Nós temos de levar a cabo a nossa missão, mas hoje todos nós podemos subir na estrada real juntos.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 20/03/14, O Zohar

Comente