Missão Possível

Pergunta: Como posso ajudar o grupo a se tornar uma bola de framboesa?

Resposta: Você precisa se ​​preocupar com isso como uma pessoa da qual tudo depende. E este é realmente o caso. Nosso problema é que nós pensamos:- “Eu sou um entre muitos milhares!” Isso não é verdade, cada um é único! Estas não são apenas palavras, mas a propriedade do sistema integral.

Portanto, não podemos forçar uma pessoa a permanecer no grupo, e também não podemos expulsá-la do mesmo. Cada um escolhe isso através de suas ações, por meio de sua relação com o grupo, pois ele torna-se uma base para a progressão humana.

Todos devem ter um sentimento de responsabilidade, um sentimento de destino pessoal.  Não só o destino do mundo depende de mim, mas o de toda a criação, de todo o progresso em direção ao Criador. E isso é realmente assim. Quando atingimos a espiritualidade, começamos a entender que todos, exceto eu, estão em um estado completamente corrigido, e eu sou o único que não foi corrigido, e tudo atua de forma a me mostrar isso em seu reflexo.

Tudo que vemos no mundo é o nosso reflexo: alguém mata alguém, alguém rouba, alguém é abusado, tudo isso é o nosso ego que está demonstrando-se a nós. Como posso estar relaxado e afastar-me deste estado?

Sentir responsabilidade por todo o mundo, esta é a nossa obrigação. Cada um de nós, este é o universo! Hoje os físicos já falam sobre universos múltiplos, e isso é realmente assim: muitos universos estão incluídos um dentro do outro.

Portanto sentir a nossa tarefa é algo muito importante, pois nós somos os principais participantes na criação. Por outro lado, não devemos entrar em pânico. Nosso trabalho é realizado corretamente somente por meio do grupo, e ninguém está isento disto. É interessante que mesmo aqueles que atraímos entre as massas vai sentir esta atividade como sua grande missão.

[128287]

Da Semana Mundial do Zohar “Convenção da Educação Integral” Terceiro Dia 2/4/14, Workshop 5

 

Comente