A Plenitude do Shabat

Dr. Michael LaitmanTal como teu sossego,  o Shabat – a Rainha

Então iremos correr na direção, venha noiva velada!

Vestida com roupas lindas para acender uma vela em bênção

E todo o trabalho concluído, você não trabalhará

Da noite, convidando uma variedade de iguarias (ainda das trevas)

Um dia antes dos galos engordados estarem prontos

E a conjugar diversas variedades, e a beber vinhos perfumados

E iguarias deliciosas em todas as três vezes

(Da canção do Shabat: Como amigável é teu sossego)

Shabbat é o estado mais elevado e não há um estado mais superior. Shabat significa o fim da correção, a adesão plena de uma pessoa com o Criador em todos os seus desejos e suas intenções. O que pode ser ainda maior? A adesão é o objetivo da criação.

Três refeições e três referências correspondem às três linhas. Shabat é a linha média, a plenitude que foi criada a partir da escuridão e da Luz através de se completarem uma com a outra, e não pela anulação de uma outra pela outra. Isto é, na verdade, como a plenitude é atingida. Isso significa que não devemos anular o mal, mas sim adicioná-lo ao bem, de modo que “as trevas iluminarão como a Luz. ”

Israel é chamado o povo escolhido somente porque tem a linha média, porque é a única maneira de alcançarmos a solução para todas as questões. E até mesmo a inclinação para o mal se torna a boa inclinação.

Uma Luz especial vem para o Shabat, que completa todo o trabalho. Todas as nossas preparações são necessárias apenas para a correção que terá lugar no Shabat. Tudo é feito pela Luz Superior e não por nós. Nós só preparamos os vasos, os nossos desejos, durante os seis mil anos dos dias da semana. Em seguida, vem a Luz e os corrige. Portanto, não devemos realizar nenhumas correções durante o Shabat, já que é o estado do meu reconhecimento de que somente o Criador pode corrigir tudo e não eu. Eu faço todas as preparações e deixo que o Criador efetue a correção uma vez que serei certamente incapaz de a fazer.
[ 128188 ]

A partir da Conversa durante a Refeição 21/2/14

 

Comente