A Escada Do Amor Ao Próximo

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “O Arvut” (Garantia Mútua): “Um pecador destrói muito bem”, porque já foi demonstrado (item 20) que a impressão que chega até o homem ao trabalhar com as Mitzvot entre o homem e Deus é completamente a mesma que ele obtém das Mitzvot entre o homem e o homem. Porque ele está obrigado a cumprir todas as Mitzvot Lishma (em Seu nome), sem qualquer esperança de amor-próprio, o que significa que nenhuma esperança ou brilho vem até ele através deste trabalho na forma de recompensa ou honra, etc. Aqui, neste ponto exaltado, o amor a Deus e o amor ao seu próximo se unem e se tornam realmente um (ver item 15). Assim, ele afeta certa medida de avanço na escada do amor ao próximo em todos os povos do mundo em geral.

Assim, nós vemos o quão precisas são estas condições: doação, natureza, o Criador que exige que nós atravessemos as fases da evolução do nosso ego até que nos afoguemos totalmente nele, cheios do mal egoísta em todos os quatro níveis. Além disso, a quebra que se iniciou em nossas raízes deve ser totalmente concluída e nós devemos começar a descobrir seus resultados.

Se uma pessoa realmente quer avançar na espiritualidade, ou seja, em doação, ela começa a descobrir de forma lenta e gradual que estas condições são muito difíceis, praticamente impossíveis, e, claro, insuportáveis. É porque a pessoa deve executar ações contínuas, aproveitar todas as oportunidades que recebe, e olhar para medidas adicionais de doação aos outros, como resultado do amor ao próximo. Ao mesmo tempo, ela deve se sentir feliz e exultante, apesar de seu sentimento quando na verdade lhe falta tudo!

Nós devemos entender que isso é realmente chamado de espiritualidade: não receber nenhuma recompensa, mas agir apenas para o benefício dos outros. Se fosse pelo bem do Criador, a pessoa concordaria em fazer alguma coisa, já que Ele é grande e governa tudo.

É respeitável estar conectado a Ele, estar perto Dele, e doar a Ele. Mas quando falamos em doação aos outros e não ao Criador, ou seja, qualquer pessoa neste mundo que eu preciso deleitar, fazer sentir-se bem e agradar com meus esforços, parece uma missão impossível.

Neste ponto, nós percebemos que somente a Luz Circundante pode fazer isso, pode realizar tal mudança, e que esta ação é essencial, porque eu não tenho nada e não posso escapar dela. Este é realmente o objetivo da criação e a justiça do superior, e eu preciso da ajuda do Criador, porque sem Ele eu não posso fazer nada.

No final, eu concordo e entendo que esta é a justiça superior e que é assim que deve ser, apesar do fato de que sou totalmente contra ela. Eu estou pronto para pedir constantemente que a força superior venha, me corrija e me mude, de modo que vou aparentemente deixar de existir e só vou servir toda a humanidade, os meus adversários e meus entes queridos.

Não deve haver qualquer diferença na minha atitude para com a pessoa mais humilde e a pior pessoa do mundo e minha atitude para com o Criador. Só quando eu alcançar o amor absoluto pelos seres criados eu vou alcançar o amor do Criador. Afinal, o Criador deve ser revelado entre todos.

Da Preparação para a Lição Diária de Cabalá 04/03/14

Comente