Textos arquivados em ''

Cientistas Descobriram A Consciência

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (do The Independent): “Os cientistas da Universidade de Oxford fizeram uma descoberta surpreendente: encontraram uma região do cérebro que faz você se perguntar se você fez algo de errado, e se você foi bem aconselhado a fazer algo melhor.

“Há várias coisas que você deve saber sobre essa região, que está dentro da sua cabeça… Primeiro, ela é chamada de polo frontal lateral. Segundo, ela é exclusiva dos seres humanos – eles fizeram testes em macacos no curso da pesquisa na Universidade de Oxford e, não, eles não têm isso. Terceiro, é do tamanho de ‘uma grande couve de Bruxelas’. E quarto, é um salto além do conhecimento científico atual em reinos que só podem ser descritos como assustadores. …

“Durante séculos, nós pensamos que a consciência era apenas uma faculdade de discernimento moral na mente humana, um senso inato que a pessoa estava se comportando bem ou mal – embora o grande HL Mencken uma vez definiu como ‘a voz interior que nos avisa que alguém pode estar procurando’. Ela tem sido usada por religiões como alguma coisa divina, gentilmente doada por Deus, para dar aos humanos uma escolha entre o pecado e 0 Paraíso”.

Meu Comentário: O nosso mundo e o nosso corpo são uma réplica dos mundos superiores. A única diferença está no programa do seu trabalho: para o seu próprio benefício em nosso mundo, e para os outros, para o Criador, no mundo superior. Mas todos os detalhes são idênticos.

Uma Pessoa Em Crescimento No Útero Da Mãe Bina

Dr. Michael LaitmanPergunta: Se nós estabelecermos o grupo como um útero para o nosso embrião espiritual, devem certos amigos se destacar nele?

Resposta: Não, ninguém pode se sobressair, ser diferente ou desigual no embrião ou no grupo. Todo mundo tem que ser igual. Na verdade, é por nossas diferenças que estabelecemos um vaso geral e completo: um embrião e um útero. Ao nos conectarmos com relação à grandeza do atributo de doação, nós estabelecemos um útero. É na conexão e reconhecimento da baixeza de nossa natureza que nós estabelecemos um embrião.

Ninguém pode se destacar entre os outros, embora haja partes que se destacam no embrião, uma vez que ele tem uma forma humana, e o útero também tem a sua própria forma. Mas essas formas são criadas como resultado da soma da conexão entre todos nós, onde tudo desaparece e todo mundo assume a forma de doação.

Além disso, o embrião está nas “águas do útero”, que o separa das paredes do útero. O útero não está aderido diretamente ao embrião, e não dá a sua forma ao embrião. O embrião é Bina, que é uma forma completa e não uma forma humana. Mas se o embrião se envolve totalmente com Hassadim, ele recebe tal doação do útero que o transforma num ser humano, e lhe dá a forma de um ser humano, Adão, que se assemelha ao Criador (Domeh, que tem a mesma raiz em hebraico).

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 12/02/14, Talmud Eser Sefirot

Ensine O Mundo A Ser Um Embrião Dentro De Nós

Dr. Michael LaitmanPergunta: Às vezes você acentua a importância do grupo e, às vezes, a importância da disseminação. Como nós podemos entender isso corretamente para realmente inserir a “Luz”?

Resposta: Cada pessoa precisa receber nutrição da parte superior, e juntas elas devem internalizar esse poder que receberam a fim de crescer. Este é o próximo passo após a construção de um útero e um embrião; o nosso maior avanço ocorre dentro desse sistema interno e externo: o sistema superior e inferior.

A fim de fazer isso, nós precisamos procurar constantemente as falhas em nós, a nossa capacidade de acrescentar algo mais ao crescimento do nosso ventre e do nosso estado de embrião; em outras palavras, nós precisamos diminuir a nós mesmos. Se estivermos prontos para isso e quisermos que o Superior seja tão grande quanto possível, se procurarmos maneiras de fazê-lo crescer, despertamos desejos ruins e corruptos em nós, que despertam na forma de um protesto. Desta forma, nós avançamos pela aceleração do tempo, “despertando o amanhecer”.

Nós nos transformamos num homem velho que anda curvado e continua tendo certeza que não derrubou nada. Assim nós começamos a avançar no nosso estado ao descobrir as falhas, as quais usamos para construir e expandir o grau superior. O útero se torna maior, e agora o nosso embrião pode crescer mais nele. O apelo vem de baixo, do inferior, enquanto o crescimento, as fases de desenvolvimento, se manifestam de cima, através do poder do Superior. É assim que construímos a nós mesmos.

E uma vez que completamos os nove meses de desenvolvimento pré-natal, nós nascemos para o mundo espiritual, passamos pelas etapas do pequeno estado, chegamos ao grande estado, e ficamos prontos para dar à luz a outros e ser para eles como o superior é para o inferior. Nós precisamos estar neste estado em relação ao mundo e ensinar o mundo a ser um embrião dentro de nós.

Pergunta: O Machsom é a linha onde comparamos nossas qualidades ao útero e aprendemos a alimentar os outros?

Resposta: Um embrião espiritual é o estado acima do Machsom. Se eu sou capaz de me conectar com outras pessoas e crio com elas um único corpo com a ajuda da Luz Superior, que nos influencia e nos une num único conjunto, então eu já estou acima do Machsom. Neste ponto, nós já somos capazes de doar no nível mínimo, e isso só pode ser feito no mundo espiritual, acima do Machsom. O Machsom é a fronteira que determina se eu ainda estou em estado de recepção egoísta ou se já possuo certo grau de doação.

O Machsom é uma espécie de restrição onde eu me cubro num grau mínimo. E as fases de maior restrição e doação são construídas acima disso.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 02/12/14, O Estudo das Dez Sefirot

Uma Escada Para O Topo Preenchido Abundantemente

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, “Introdução ao Livro do Zohar“, Artigo 58: E eu chamei aquele comentário de Sulam (Escada) para mostrar que o propósito do meu comentário é como o papel de qualquer escada: se você tem um sotão muito cheio, tudo que você precisa é de uma escada para alcançá-lo. Assim, toda a generosidade do mundo vai estar em suas mãos.

A Ladder To A Summit Filled Abundantly

Nós começamos o nosso trabalho com a construção de um grupo de dez pessoas que querem se tornar um nele. Se transformamos essas dez pessoas numa só, então começamos a descobrir um poder superior dentro delas.

Depois de terminar este trabalho, nós começamos a organizar um círculo mais externo. Nós devemos incluir todas essas pessoas com a gente para sermos capazes de nos conectar novamente numa unidade completa.

Com a conexão do primeiro nível, nós descobrimos a Ohr (Luz) HaNefesh. E ao atingir a conexão num círculo mais externo, nós descobrimos Ohr HaRuach. Mas essa Ohr HaRuach é descoberta no círculo mais interno, enquanto a Ohr HaNefesh passa para o círculo externo.

Se nós estamos prontos para conectar um círculo ainda mais externo com a gente, então no círculo mais externo, nós revelamos Nefesh, e num círculo mais interno revelamos Ruach, e no círculo mais interno revelamos Neshamah. (Suponha que existam 10 pessoas no primeiro círculo, no segundo 100 pessoas e no terceiro mil pessoas). E assim por diante, até Haya e Yechida. Segue-se que o nosso progresso depende de expandir os círculos externos.

Baal HaSulam chamou seu comentário de “A Escada”, porque quanto mais nos movemos e avançamos, mais nós incluímos novos amigos com a gente, e graças a isso nós subimos a escada e fortalecemos mais e mais a conexão entre nós.

Desta forma, nós nos transformamos num Kli maior no qual toda a Luz de NRNHY é revelada em nossos Kelim: Keter, Hochma, Bina, Zeir Anpin e Malchut. Depois há uma Luz e um Kli conectados entre si num único conjunto e nós chegamos à adesão com o objetivo da criação.

Cada um desses cinco níveis, desses cinco círculos, é dividido em mais cinco e mais cinco, o que significa que a Ohr NRNHY de NRNHY de NRNHY emerge, e no total 125 níveis emergem. Portanto, Baal HaSulam, ao o fazer o seu comentário sobre todo o Zohar, em toda a sua altura até a conclusão da correção, explica como subir a cada nível espiritual através da conexão de todos os Kelim que serão descobertos. Por isso ele chamou seu comentário de “A Escada”.

Da Semana Mundial do Zohar “Convenção Mundial do Zohar” Dia Um 02/04/14, Lição 1

+125 Graus De Acordo Com O Zohar

Dr. Michael LaitmanMuito tem sido dito sobre O Livro do Zohar ultimamente, mas ainda é como uma gota no oceano, pois como pode a fonte de nossa vida espiritual, a força que sustenta toda a realidade, a expressão e a revelação do Criador às criaturas, que O Livro do Zohar é, ser descrita em palavras? Como pode toda a abundância, toda a Luz Superior que deve ser transmitida a toda a criação, através deste livro, tudo de Malchut do Infinito, toda a alma geral, a fim de corrigir e preenchê-la, ser descrita em palavras?

O Livro do Zohar é realmente um sistema que une o Criador a todas as criaturas, e assim não temos palavras para expressar o louvor e o respeito que temos por ele. Como pequenos seres humanos como nós podem possivelmente falar sobre esse imenso sistema de mundos que cuida de nós profundamente nas profundezas desta matéria?

Mas é precisamente quando entramos em contato com este imenso sistema chamado O Livro de Zohar que recebemos um despertar, sentimos ansiedade por entrar em contato com algo que é muito grande, uma excepcional fonte que é forte, poderosa e especial. Se nos adaptarmos a este sistema, a este mecanismo, a este livro, mesmo um pouco, tanto quanto pudermos, seremos recompensados com certo nível de contato com ele, e através deste contato, seremos recompensados ​​com a Luz que nos corrige, com um medicamento que irá nos curar com a poção da vida.

Para estar de acordo com O Livro do Zohar, nós precisamos nos conectar numa só pessoa. Esta é a primeira condição, mas apenas se estivermos focados no Criador. Se isso não for feito, não estaremos organizados como um, já que precisamos da Luz para conectar as muitas partículas num todo. Este um deve estar focado no Criador, estar perto Dele, o que significa perto da força de amor e doação.

Mas O Livro do Zohar nos ajuda a avançar em direção a essa condição até mesmo a partir de estados muito distantes, uma vez que realmente começamos do zero. Como um termômetro na escala espiritual, há um positivo, que está acima do zero, e um negativo, que está abaixo de zero. Existem +125 graus acima de zero e -125 graus abaixo de zero. É impossível subir mais se você não descer para o negativo do mesmo grau. Na verdade, é o negativo que se transforma num positivo.

O Livro do Zohar inclui todos os níveis, todos os nossos negativos. Tudo o que pode acontecer está lá. “Aquele que é maior do que seu amigo, o seu desejo é ainda maior”, o que significa que ele desce mais baixo e mais profundo do que o seu amigo se ele sobe para um nível superior. O Livro do Zohar certamente pode nos ajudar a corrigir todas as nossas transgressões menores, todos nossos erros bobos, salvar-nos e levar-nos à santidade, ao amor e doação.

Da 4a parte da Lição Diária de Cabalá 10/02/14, Escritos do Baal HaSulam

Não Deverás Criar Uma Imagem Esculpida de Si

A Torá, “Êxodo” (Ki Tissa), 32:19-32:20: Agora aconteceu quando ele se aproximou do acampamento e viu o bezerro e as danças, que a ira de Moisés se acendeu, e ele arremessou as tábuas das suas mãos, quebrando-los ao pé da montanha. Então tomou o bezerro que tinham feito, queimou-o no fogo, e deu [-o aos] filhos de Israel para beber.

Primeiro Israel tinha que descer para o Egito com Jacó e seus filhos, e apesar de ter uma vida boa, sentiam que eram escravos no Egito, visto que não era a sua casa.

Quando eles fizeram o bezerro de ouro, era o mesmo Egito, mas “desejável”. Eles queriam desenvolver-se de acordo com o exemplo do Egito e construir para si um estado maravilhoso, sem a ajuda do Criador; então eles construíram um bezerro de ouro. [Leia mais →]

As Bonitas Explosões da Alma

As pessoas têm tentando encontrar algo sagrado em objetos materiais ao longo de muitos anos. Elas têm desbloqueado pirâmides e caixões e não encontrado nada com exceção de mofo e fungo que as mata.

O fato é que as pessoas constantemente contam com o mundo material; não há nada de bom sobre isso, porque envenena uma pessoa espiritualmente. As pessoas constroem estruturas não-espirituais, criam um mundo de objetos escuros, um mundo onde a espiritualidade é percebida em uma forma material; Isso é o bezerro de ouro. [Leia mais →]

Uma Vacinação Anti-Ego

A Torá, “Êxodo” (Ki Tissa),32:20: Então ele tomou o bezerro que tinham feito, queimou-o no fogo, moeu-o até se tornar pó fino, espalhaou [o] sobre a superfície da água, e deu [o as] crianças de Israel para beber.

Isto pode ser comparado com – Como um antídoto para um determinado veneno é criado com uma pequena porção do mesmo veneno –  Todo medicamento é veneno, mas nem todo o veneno é um medicamento. O que Moisés fez foi o remédio para a nação Israelense. Moisés não pensou em destruir a nação, mas em como curá-la e na preparação de uma vacina para ela a partir do bezerro de ouro.

O bezerro (o ego) deve realmente ser reduzido a pó, de modo que ele perderá sua forma, figura, e será encontrado em cada um, em suave energia e intensidade. Portanto, é impossível lidar sem o bezerro. Deve haver veneno para que todo mundo saiba do que ele pode morrer e como seria curado.

Não há punição, mas uma cura. Assim, ninguém deve temer o bezerro de ouro. O tempo virá quando a energia será revelada, a capacidade e a prontidão para moer o ego de pó e para iniciar a cura no caminho certo. A cura para qualquer doença é gradual e, especialmente neste caso.

Devemos entender onde estamos, para onde vamos, qual o processo de cura efetivo, e, acima de tudo, o que significa ser saudável. Este é todo o processo de educação interna.

[127044]

De “Segredos do Livro Eterno”,  transmitido via KabTV, 09/09/2013