Quando As Fechaduras Tornam-se Aberturas

Dr. Michael LaitmanO Livro do Zohar, “Dois Pontos”, Item 121:  …como está escrito: “Este é o portão do Senhor; os justos entrarão por ele”.

No entanto, antes de sermos recompensados com a inversão do desejo de receber em nós através da Torá e Mitzvot, na recepção a fim de doar, existem fortes fechaduras nesses portões para o Criador, pois eles têm o papel oposto: de nos afastar do Criador.

Este é o seu papel, como flertar, para provocar o desejo, para aumentá-lo e acendê-lo cada vez mais, para que ele queira mais e mais. A deficiência é aumentada pela rejeição, e, assim, nós chegamos a um desejo forte o suficiente, a fim de romper o portão.

É por isso que as forças de separação são chamadas de “fechaduras”, já que travam os portões de aproximação e nos afastam do Criador.

Mas se nós as superamos para que elas não nos afetem, esfriando Seu amor de nossos corações, as fechaduras se tornam portões, a escuridão se torna Luz, e o amargo se torna doce. Durante todas as fechaduras, nós recebemos um grau especial em Sua Providência, e elas se tornam aberturas, graus de realização do Criador. E esses graus que nós recebemos nas aberturas se tornam salas de sabedoria.

Com a ajuda destes movimentos – repulsão e aproximação do portão, e novamente repulsão e aproximação – nós nos estimulamos até termos a força para romper. Então, as fechaduras se tornam aberturas.

Claro, a primeira abertura é a mais difícil de romper.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 13/01/14, Escritos do Baal HaSulam

Comente