Punição Por Se Recusar A Trabalhar Como Prostituta

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (do The Telegraph): “A prostituição foi legalizada na Alemanha há pouco mais de dois anos e donos de bordéis – que devem pagar impostos e o seguro de saúde dos funcionários – tiveram acesso a bancos de dados oficiais de candidatos a emprego”…

“Sob as reformas sociais da Alemanha, qualquer mulher com menos de 55 anos que esteja fora do trabalho por mais de um ano pode ser forçada a aceitar um emprego disponível – inclusive na indústria do sexo – ou perder o seguro desemprego. No mês passado, o desemprego alemão subiu pelo 11º mês consecutivo, para 4,5 milhões, elevando o número de pessoas sem trabalho para o maior nível desde a reunificação em 1990”.

“O governo tinha considerado tornar os bordéis uma exceção por razões morais, mas decidiu que seria muito difícil de distingui-los dos bares. Como resultado, os centros de emprego devem tratar os empregadores à procura de uma prostituta da mesma forma como aqueles que procuram uma enfermeira dental”.

“Quando a garçonete buscou processar o centro de emprego, ela descobriu que este não tinha quebrado a lei. Centros de emprego que se recusam a penalizar as pessoas que rejeitam um emprego, cortando seus benefícios, enfrentam uma ação legal do empregador em potencial”.

“‘Agora não há nada na lei que impeça as mulheres de serem enviadas para a indústria do sexo’, disse Merchthild Garweg, um advogado de Hamburgo, especializado em tais casos. ‘As novas regras dizem que trabalhar na indústria do sexo não é imoral mais, e por isso os trabalhos não podem ser rejeitados sem um risco para os benefícios’”.

“A Srta. Garweg disse que às mulheres que tinham trabalhado em “call centers” foram oferecidos empregos nas linhas de sexo por telefone. Em um centro de emprego na cidade de Gotha, a uma mulher de 23 anos de idade foi dito que ela tinha que comparecer a uma entrevista como um “modelo nu”, e deveria apresentar um relatório sobre a reunião. Os empregadores na indústria do sexo também podem anunciar nos centros de emprego, uma medida que entrou em vigor este mês. Um centro de emprego que se recusa a aceitar a propaganda pode ser processado”.

Meu Comentário: Os profetas descrevem cenas do futuro ainda mais imorais, se não pararmos a tempo através da implantação da educação integral. Afinal, se não pelo caminho da reforma da natureza humana pela Luz Superior, então a única maneira é descer ao egoísmo, até que ele se revele na forma que não permita a existência.

Comente