Demografias Preocupantes

Dr. Michael LaitmanComentário: Vários milhares de anos atrás houve um forte salto na evolução humana que aumentou a população do globo em cinco vezes e o produto interno bruto em 55 vezes. Um crescimento exponencial começou. Obviamente, neste momento, as pessoas pensavam que esta era a realização de uma era de ouro onde haveria tudo para todos.

Resposta: Como isso pode acontecer num pequeno e limitado planeta se existimos apenas por meio de seus recursos?

Agora, a tendência de uma redução acentuada da população da Terra já começou: o divórcio e a vida sem casamento são incentivados e as pessoas não querem mais de um filho na família. Dentro de uma geração, a população foi reduzida pela metade. Além disso, isso também se refere a essas nações que tradicionalmente tinham muitos filhos.

Hoje, entre 30 a 50 por cento da população na Terra é solteira. Recentemente, eu visitei muitas nações onde nós realizamos conferências, e cada vez eu estava interessado no estado civil do público. A idade média girava em torno de 30 anos.

70% dos homens e mulheres eram solteiros, e apenas alguns deles queriam ter uma família. É assim que o ego está agindo dentro dos seres humanos: não quer assumir uma maior responsabilidade sobre si mesmo. Por que ele deveria assumir o fardo de uma família e filhos?

O crescimento infinito do ego atingiu o seu limite e está começando a desacelerar e se devorar. Portanto, nós não queremos assumir quaisquer obrigações extras. As pessoas querem ser livres. Elas não precisam de uma família para o seu conforto pessoal, como no passado. Na verdade, um homem compra comida já pronta, aquecida no microondas, e isso é suficiente para ele.

Mesmo se as crianças são desejadas, isto pode ser resolvido por meio de métodos de inseminação artificial, e não há nenhum problema. Os parceiros podem ser trocados facilmente. Além disso, as relações não tradicionais são incentivadas. Tudo isso levou às pessoas a não terem famílias e crianças. Este é um declínio acentuado planejado na população global.

Além disso, o problema do desemprego – como na Espanha, por exemplo – não permite que muitas pessoas formem famílias, embora, em princípio, elas tenham uma inclinação interna, uma tradição, e tudo mais. Profissionais desempregados, mesmo a nível europeu, não podem se dar ao luxo de formar uma família, pois não têm os meios para provê-la.

De KabTV “A Crise Global” 15/09/13

Comente