Compreender O Poder Superior Da Natureza

Pergunta: O ego muda sua forma durante o trabalho compartilhado com a força altruísta, ou vai permanecer como era em sua essência?

Resposta: Com a correta interação entre o egoísmo e a força oposta a ele, começamos a aprender sobre uma força de outra força, compreender a sua essência corretamente, perceber quem estamos construindo entre elas.

Na verdade, estamos construindo esse poder que produziu tanto o egoísmo como o altruísmo. Chama-se o maior poder da natureza que produziu o Big Bang, a seu tempo. É a partir do Big Bang que as duas forças foram criadas. Força altruísta, que está escondida na natureza, e a força egoísta, que começou a se estender, conquistar espaço, contrair-se e comprimir toda a matéria que foi criada.

Junto com isso, dentro da matéria, a força altruísta está agindo o tempo todo, mas funciona sem ser sentida. Afinal, se ela não existisse, como é que os elementos foram conectados? Eles só foram espalhados ao redor. Se a força de altruísmo não tivesse ligado tudo, então o egoísmo não teria tido a possibilidade de separar, empurrando para os lados, expandindo-se.

Expansão sempre requer a existência da força interior, que mantém a conexão, e se não houver conexão, então isso não é mais o desenvolvimento. Desenvolvimento é uma expansão dos limites do estado anterior em que novos vínculos qualitativos, novas leis de comutação, estão sendo descobertas no mesmo.

Portanto, tanto o egoísmo como o altruísmo existem na natureza. Deles, derivamos a componente altruísta escondida da natureza, começamos a nos desenvolver, a desenvolver a sociedade humana como um todo unificado. Ao mesmo tempo, além da humanidade, usamos a natureza do inanimado, vegetativo, e do animado, neste espírito, nesta harmonia, neste movimento global e integral em direção a unidade, em direção a integração recíproca no outro.

Nós construímos um todo de todas as partes da natureza. E, então, a única criatura que criamos a partir da unidade de todas as partes é descoberta. E isto é chamado de Adam, ou seja, assemelha-se ao Criador, a partir da palavra “Domeh-Similar”.

Assim, por meio da criação deste sistema, descobrimos nele a força que produz os componentes positivos e negativos do mesmo. Nós chamamos esta força de Criador, porque criou todo o universo e a nós, criou todos os pré-requisitos para que pudéssemos construir a nós mesmos com sabedoria, a partir das duas forças opostas e poderíamos entender o que é esta força.

[123967]

Da Kab TV de “Um Mundo Integral”, 24/10/13

Material Relacionado:
Exigências Da Vida
Nosso Líder: O Ego
Um Novo Tipo De Ego

Comente