“Apenas” Volte-se Para Ele

Dr. Michael LaitmanExiste um único estado: a adesão entre o Criador e a criatura. Isso aconteceu no início. A correção final surgiu de imediato com o plano. O Criador não requer tempo para ações adicionais. Afinal, tudo se manifesta imediatamente em pensamento, sem qualquer necessidade de existir na matéria.

No entanto, na realidade, essa perfeição não foi manifestada, não é clara, reconhecida em sentimentos, embora o mais importante seja que a criatura se torna ciente disso, para sentir a sua adesão com o Criador.

Portanto, ela foi dividida em partes. Afinal, para as criaturas alcançarem, entenderem, quem e o que Ele é, acima de tudo, deve haver abundância.

Pequenos egoístas, lutando na parte inferior do sedimento lamacento do universo, revelam mais e mais egoísmo – mais crueldade, glorificam-se em ver o quanto são opostos um ao outro, e aos poucos se aproximam da virada, a fim de transformar uma descida numa subida. Eles devem pensar na doação, é claro, em impotência devido às Reshimot emergentes. No entanto, eles podem adicionar seus próprios esforços a isso. Então, eles avançam.

A coisa mais importante do seu lado é voltar-se ao Criador. Eles se conectam, trabalham juntos, organizam workshops, e muitos outros eventos, e, depois disso, voltam-se para Ele.

Este apelo forma o vaso espiritual. É o que não existia antes. Somente a criatura pode se voltar ao Criador por ajuda, e isso é o que lhe falta. Não se trata das nossas relações de amizade, nem de dizer “palavras bonitas” entre nós, mas que encontramos a necessidade de recorrer a Ele. Primeiro, nós temos que fazer isso, e depois queremos apenas isso e nada mais.

Então, eu não atuo para conseguir alguma coisa do Criador, mas de modo que tenha a oportunidade de voltar-me para Ele. Esta é a recompensa para mim. Isso não pode ser transmitido em palavras, mas em princípio. Nós estamos falando da equivalência de qualidades. Assim como Ele se volta para mim, eu me volto para Ele. Eu não tenho estado melhor do que se sou capaz disso. Eu trabalho para isso, não mais para mim.

Então, o Criador todo-poderoso não pode fazer com que a criatura se volte artificialmente para Ele. É por isso que Ele precisou da “revolução” para as criaturas não corrigidas – para que a criatura se volte para Ele.

Pergunta: No entanto, será que eu tenho uma conexão com o Criador dentro de mim hoje?

Resposta: Ela ainda existe, lá, dentro dos inúmeros “envoltórios”. Caso contrário, você não teria sequer ouvido falar do que estamos falando agora.

Pergunta: O que é um apelo ao Criador?

Resposta: Existem muitos apelos: “Dê-me, ajude-me”, ou vice-versa, “Entregue, proteja, salve…”.

Claro, um apelo ao Criador é sempre um apelo por alguma coisa, “por favor, dê alguma coisa”. A única questão é o que dar. Eu peço força para agir para dar-Lhe prazer. Esta adição de vasos espirituais nos traz a Luz, NRNHY.

No estado original, no Infinito, nós tínhamos apenas a Luz mínima, Nefesh de Nefesh. Então, a criatura não participou no que aconteceu, não podia viver e respirar a realidade infinita. O desejo de receber, mesmo a perfeição, permaneceu insignificante, efêmero, e apenas um apelo ao Criador dá vida a ele.

Da 4a parte da Lição Diária de Cabalá 06/01/14, Escritos do Baal HaSulam

Comente