Textos arquivados em ''

Vivendo Com Os Lobos…

Dr. Michael LaitmanQuestão : Suponha que alguns empreendedores, graças ao facto de se apoiarem uns aos outros, chegam à conclusão de que necessitam da cooperação integral mútua e decidem mudar de direção. Que mudanças estratégicas podem eles fazer sabendo isto?

Resposta: O problema é que os empreendedores vivem em uma sociedade egoísta, tal como um tumor canceroso, e fazem parte dela. Por isso, é difícil imaginar que estes, de alguma forma, vão começar a mudar a cultura empresarial na qual estão imbuídos. Isto só é possível se os números forem grandes e se estes gradualmente se tornarem conscientes das mudanças necessárias que devem ocorrer nos próprios e na conexão entre eles.

Esta reforma é possível ocorrer em um país, num sistema fechado, mas somente se este conseguir chegar a uma forma integral conscientemente, construindo as conexões corretas entre todos os estratos da população: entre as classes alta, média e baixa. Mas se apenas explicarmos a um certo pequeno empresário como reorganizar o seu negócio de acordo com a tendência atual de evolução do mundo, então é duvidoso que isso seja possível.

Isto porque ele está trancado num sistema de competição e corrupção, onde todo mundo ataca o outro, um sistema rígido. Para colocar o seu pequeno negócio em um novo caminho, para produzir o produto mais essencial e vender os seus produtos a um preço que é o suficiente para a sua existência e nada mais, ele seria como um pequeno peixe vivo entre tubarões que o devorariam imediatamente. Ele não iria sobreviver num ambiente tão hostil.
[ 125403 ]
Do programa da  Kab TV “Através do Tempo ” 16/9/13

 

O Futuro Empresário

Dr. Michael LaitmanQuestão: Como podem os empresários chegar a conclusões mútuas, a fim de entenderem os novos princípios integrais e mudarem no seio da comunidade empresarial?

Resposta: Em primeiro lugar, eles devem ser treinados no método de criação e educação integral. Assim, eles irão preferir um bom relacionamento entre eles, nas suas presentes relações em casa, na família, na área onde vivem, na sua cidade, e até mesmo com a sua nação.

Eles vão se contentar com um salário médio, vão dedicar mais atenção a todos os tipos de planos e relacionamentos sociais que proporcionem educação, saúde, e assim por diante, de forma gratuita. Por outras palavras, as suas empresas devem participar ativamente na vida social.

Pelo menos eles devem estar prontos para se afastarem da ideia de tirar vantagem material, trabalhando para o bem de toda a comunidade e obtendo satisfação do fato de serem respeitados, valorizados e amados por aqueles com quem se relacionam, enquanto pessoas que verdadeiramente se comportam corretamente e com maturidade na sua comunidade.

A reputação de um homem de negócios não será determinada pela riqueza mas pela sua ativa posição social. A educação integral deve levá-lo a uma condição como esta, onde ele sentirá que ele pode se destacar na sociedade especificamente porque ele dispensa os luxos materiais, porque estes serão desprezados nos círculos mais amplos da sociedade.
[ 125398 ]
Do programa da Kab TV “Através do Tempo” 16/9/13