Sentir-se Pequeno

Dr. Michael LaitmanPergunta: Uma pessoa chega para estudar quando é adulta com uma perspectiva de vida existente. Assim, ela parcialmente concorda com o que ouve do professor e executa isso, e parcialmente discorda. Ela pode se desenvolver espiritualmente com tais sentimentos divididos?

Resposta: É natural que uma pessoa que ainda não sentiu o mundo espiritual, não perceba isso no professor. Diz-se que “a pessoa julga por suas próprias falhas”. Portanto, você vê as corrupções do professor de acordo com a sua própria corrupção.

Aqui você precisa que o poder do grupo fale com você e o convença de que o professor é grande e importante. Se você respeitar e valorizar os amigos, e trabalhar com eles, você vai ser capaz de superar seu sentimento de desrespeito pelo poder do grupo.

Esse desrespeito é natural e lógico, e não pode ser de outra maneira. Ele foi dado a você de propósito de cima, mas, ao mesmo tempo, você recebeu uma ferramenta, um meio de cima pelo qual pode superá-lo. Você tem que se aproximar do grupo e através do grupo se aproximar do Criador. É por isso que esta ordem de trabalho é disposta para você.

Mas se não der certo, o problema não é que você desrespeita o professor. É natural desrespeitá-lo. A questão é que você desrespeita o grupo! Você não consegue se conectar com os amigos, a fim de receber o poder pelo qual pode romper todas as barreiras.

Você precisa superar a rejeição egoísta dos amigos, até certo ponto: comece se aproximando deles durante as refeições que vocês têm em conjunto, enquanto cantam, e em diferentes momentos agradáveis. Comece a partir de uma distância de seu ego para que ele sinta que vale a pena estar com os amigos. Foi-lhe dado a chance de receber o poder do grupo e com isso aderir-se ao professor, e através do professor, aderir-se ao Criador, e, assim, receber gradualmente a Luz que Reforma.

É natural que o seu ego instintivamente se oponha a tudo o que o professor diz. Só um tolo não se opõe, já que não entende onde está. Sua natureza rejeita o Criador, como se diz: “A inclinação de uma pessoa é má desde a sua juventude”. Portanto, você é oposto ao trabalho espiritual e ao professor, você é oposto a essência interior do grupo, mas o grupo também tem uma forma externa, pela qual você pode gradualmente se aproximar dele.

A maior dificuldade é que a pessoa não percebe o grupo como um meio que lhe permite se conectar com os amigos, a fim de se aderir ao professor em conjunto. O professor vai conectar todos vocês ao Criador. Nós não precisamos nos transformar em Hasidim, mas você tem que sentir que é pequeno em comparação ao professor, assim como uma pessoa tem que sentir que é pequena em comparação com o grupo e mais ainda em relação ao Criador.

Comece a gerenciar e a organizar as coisas, usando todos os meios que lhe foram dados neste mundo e coloque-os na ordem correta: este sou eu, este é o grupo, este é o estudo, e este é o professor. Tudo o resto é desconhecido, porque vem do Criador, mas esta é a sua entrada para a Santidade, onde você de repente vê uma porta que imediatamente se torna uma abertura e você entra.

Se você não cumprir esta condição, nada vai dar certo. A pessoa tem que retratar isso para si mesma, desenhá-lo e escrevê-lo, e, em seguida, continuar e corrigi-lo todos os dias. Portanto, você deve esclarecer esta questão mais e mais, dia após dia, até que cumpre tudo.

Você deve entender que se trata de leis claras e precisas. Se você não as mantêm, você pode passar não só por esta vida, mas através pelas próximas vidas também. Não importa quantas vezes você volta a este mundo, ela ainda será a mesma. As Reshimot (reminiscências) espirituais não são cumpridas em todos os níveis, a menos que se passe por essas condições especiais!

Tudo funciona de acordo com certas leis da natureza. É por causa de nossa falta de compreensão que podemos pensar que não há nenhuma lei aqui, mas sempre que podemos descobri-lo, vemos que “Ele deu uma lei que não pode ser quebrada”. Nós temos que entender isso, aprender estas leis e mantê-las. Nosso ego não concorda com isso, mas nós podemos superá-lo um pouco. Por que deveríamos esperar que os sofrimentos nos forcem a ficar longe do nosso ego? É melhor fazê-lo pela nossa própria vontade, por nossa mente, o que significa ao adquirir os valores do grupo. O grupo vai nos ajudar a ficar longe da nossa mente egoísta e vai atrair a Luz que Corrige até nós, que vai construir uma nova escala de prioridades e diferentes formas de pensar.

Da 1a parte da Lição Diária de Cabalá 13/12/13, Escritos do Baal HaSulam

Comente