Quem É O Preferido: O Rico Ou O Pobre?

Dr. Michael LaitmanComentário: Enquanto me preparava para um projeto de disseminação, eu senti uma atração muito forte e simpatia para com os pobres, mas meu ego me diz para trabalhar com pessoas ricas e mais influentes. Eu estou confuso e não sei qual é a verdade.

Resposta: Você não deve trabalhar nem com os ricos nem com os pobres, mas com aqueles que querem saber mais sobre o que estamos dizendo. Como regra geral, os pobres querem mais isso. Portanto, eu recomendo começar a trabalhar com pessoas comuns.

Nesse meio tempo, eu não vejo qualquer possibilidade de trabalhar com aqueles que estão bem de vida e são prósperos. Apenas alguns deles estão prontos a nos ouvir porque a riqueza cega e embota uma pessoa. O ego não lhes permite se separar da boa vida. Isto preenche e anestesia as pessoas.

Eu creio que as camadas mais baixas da população, que agora estão começando a sentir a crise com grande intensidade, estão se tornando a base sobre a qual podemos desenvolver a educação integral e a sabedoria da Cabalá entre as pessoas. Devemos nos voltar especificamente para elas, porque temos uma solução para a crise.

O que há para resolver com relação ao rico? Será que ele vai ter um lucro de dez milhões ou de cinco milhões de dólares? Certamente ele está triste e preocupado se tem menos lucro, mas estas não são as preocupações às quais é possível dar uma resposta, pois o nosso método, inconscientemente, diz que a pessoa deve estar satisfeita com a necessidade razoável e não mais do que isso.

Para as pessoas ricas, há uma grande necessidade de grandes lucros acima das necessidades. Nosso método fala sobre isso desde o início: que uma pessoa não requer nada além da conexão onde vai sentir a fonte superior de prazer, a descoberta do Criador. A pessoa rica imediatamente vai perguntar: “E os meus milhões”, e alguém que não tem nada a desistir e perder vai ansiar apenas pela fonte superior sem olhar para trás.

Da Discussão sobre Grupo e Disseminação 23/10/13

Comente