Pessoas Que Te São Próximas

Questão: Eu tenho de abraçar os amigos, como é hábito aqui?

Resposta: Houve um tempo em que eu também rejeitava abraçar homens. De um modo geral, eu não me relaciono com pessoas que expressam os seus sentimentos exteriormente. Isto foi muito difícil para mim. Durante muito tempo, eu não sabia o que fazer.

Mas depois disso, eu recompus-me e comecei a pensar: ” Por é que isto é necessário? Onde é que isto nos leva? Porque é que está a surgir dentro de mim uma luta tão grande? E se eu realmente sentisse que estes são os meus filhos ou parentes muito próximos? ”

Se tu queres abraçar uma moça, então, isto é compreensível, inato; desejos naturais atraem-te para ela. Mas com os amigos, tu não tem desejos destes, porque tu não os sentes como sendo-te próximos.

Mas se tu encontrares um homem que te é verdadeiramente muito próximo, de um aspeto interno, então tu serias atraído para ele de uma forma absolutamente natural, sem superar qualquer rejeição. Portanto, tudo depende disto: quão próxima é essa pessoa de ti.

Com uma moça, relacionamentos como este vão e vem, esta é a nossa natureza. Mas, com um amigo, isto é diferente. Quando tu começas a sentir que, sem ele, tu não podes alcançar o maior objetivo da vida, devido ao qual tu desceste a este mundo e que só ele te pode ajudar, como com uma equipa que está a escalar uma montanha, ele segura-te e puxa-te para cima, então tu relacionas-te com ele de outra maneira.

Da Convenção Virtual de Moscovo “Unidade Sem Fronteiras” Dia Um 13/12/13, Lição 1

 

Comente