Entusiasmo De Um Workshop

Dr. Michael LaitmanPergunta: Se o público externo não tem grande desejo de saber sobre receitas para a felicidade, como a pessoa pode ensinar de forma harmoniosa, sem coerção, trabalhar a partir de um pedido sem pressão? Como é possível sentir este pedido? Caso contrário, vamos ao público externo com fanatismo integral.

Resposta: Vocês estão fazendo tudo errado. É como se estivessem alimentando demais o bebê e ele cospe tudo imediatamente, porque isso não lhe dá nenhum prazer, não o deixa com um bom gosto. Primeiro é sempre necessário que haja um desejo, e só depois é que vem a satisfação que corresponde a ele. Se você estiver trabalhando em exaustão, empurrando à força uma colher na boca, isso só vai gerar desgosto pelo seu método.

Nunca façam isso! A estratégia deve ser finamente pensada. Como vocês geram um apetite cada vez maior, como os transformam de modo que eles sempre estejam preocupados: de onde, por que, etc.?

Vocês gradualmente geram todas estas perguntas, sem dar as respostas, e depois vocês os sentam num círculo onde eles vão procurar as próprias respostas. Este é um jogo, um namoro, um flerte. Vocês estão produzindo um novo Kli, o desejo em si.

Para que serve o flerte? Para revelar desejos mútuos por esse tipo de satisfação que vocês querem dar a eles. Este é um trabalho muito sutil no ajuste fino da pessoa; a identificação dentro dela dos anseios necessários, os quais ela pode não ter tido antes.

Isso deve ser abordado gradualmente com algum tipo de segredo escondido que deve ser desvendado, como se vocês estivessem à procura de um tesouro numa ilha deserta. Vocês precisam pensar em tudo isso desde o início, não podem jogá-lo diretamente em suas “faces”.

Vocês, como guias, apenas direcionam a pessoa, a movem e caminham ao seu lado. Mas se ela não fizer o seu próprio caminho, não sofrer de desejo e não aproveitar a satisfação, você não vai ter feito nada.

Por exemplo, o mais forte prazer fisiológico é o contato sexual. Imagine que vocês devam levar a multidão ao êxtase, em que vocês os aquecem na direção certa. A primeira metade do trabalho é despertá-los, vocês vão ao redor deles como uma noiva dançando ao redor do noivo. E a segunda parte é a sua reação, por que vocês levaram o noivo ao êxtase e agora ele trabalha para a noiva.

O que é este flertar? A primeira parte é iniciada por um lado, na medida em que ela aquece o parceiro, e na segunda parte, ela completa o prazer mútuo por ambos.

O workshop deve terminar com o êxtase, com a elevação.

Da Discussão sobre Grupo e Disseminação 24/11/13

Comente